PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Página inicial > Glossário > mito

mito

quinta-feira 13 de agosto de 2020

mitologia?, mito, myth, mythe, mithology, mithologie

A mitologia é a abertura de um regime? de fascinação. Ela não pode ser? compreendida, como querem muitos, a modo? de qualquer criação? imaginativa ex homo, ou como qualquer projeção? psicológica da mente? inconsciente? da humanidade?. Todo? o complexo? humano?, consciente? ou inconsciente, é descerrado simultaneamente com o descerrar-se da totalidade? do ente?, a partir das potências míticas originais. Os conteúdos do relato mítico e a cosmografia revelada nesse saber? remetem-nos às coisas? mesmas, instalando-nos num mundo? de presenças reais e imperiosas. A configuração das coisas presentes nesse cosmos é esboçada e estilizada pelo projeto?-fascinante, que faz com que ela se alteie em sua identidade? intramundana própria. Todas as coisas são coisas míticas. (Vicente Ferreira da Silva)


3. Que haja, em determinada cultura? ou em certo estágio da Cultura, algo que supere o mítico e o deixe na situação? de «ultrapassado», é certamente noção? que provém de um mito ainda não reconhecido como tal. A superação do mítico é justamente o que, por sua vez, tem de ser ultrapassado — e isso, na medida? em que admitirmos (e nada? impede de admiti-lo) que um mito pode constituir-se como o a priori de todos os a priori (para usar ad hoc a terminologia? kantiana) da sensitividade, da inteligibilidade? e dos pré-fixados condutos da acção? humana, em qualquer cultura bem caracterizada. [DE SOUSA, Eudoro. Horizonte? e Complementaridade. Sempre o mesmo acerca do mesmo. Lisboa, INCM, 2002, p. 155]
mito