Página inicial > Glossário > sujeito-cópula-predicado

sujeito-cópula-predicado

domingo 17 de outubro de 2021

Sujeito, objeto e predicado são, portanto, as formas do Ser que perfazem a nossa realidade. Consideremos o sujeito. Ele é o detonador da frase. Não basta a si mesmo, precisa da frase para enquadrar-se na realidade. O sujeito, no nosso exemplo ["O homem lava o carro"] “o homem”, carece de significado, se considerado isoladamente. É um detrito de uma frase anterior, por exemplo, da frase “Isto é um homem”. É um detrito, entretanto, carregado de força explosiva. Devido a essa carga está se tornando sujeito. Essa carga explosiva é a sua procura de significado. Procurando significar, isto é, procurando um lugar dentro da estrutura da realidade, a palavra “o homem” torna-se sujeito de uma frase. Procura um Sachverhalt que tenha uma Bewandnis. Em outras palavras, procura ser predicado em direção a um objeto. “O homem” considerado isoladamente, fora de uma frase, é uma procura, uma interrogação, e deveria ser escrito, a rigor, “o homem?”. O sujeito, o fundamento da frase, aquilo que Aristóteles e os escolásticos chamavam de substantia, é um ser em busca de um objeto para realizar-se. Carece de algo contra o qual se possa projetar num predicado. [FLUSSER  , Vilém. Da dúvida. São Paulo: É Realizações, 2018, p. 50]


LÉXICO: sujeito-cópula-predicado