Página inicial > Palavras-chave > Termos > kosmos / κόσμος / κοσμικός / kosmikos / cósmico / kosmos aisthetos / κόσμος αἰσθητός / (...)

kosmos / κόσμος / κοσμικός / kosmikos / cósmico / kosmos aisthetos / κόσμος αἰσθητός / mundo sensível / κόσμος νοητός / mundo inteligível / mundo das formas / mundo das ideias / ἀκοσμία / akosmia / desordem

gr. κόσμος, kosmos (kosmos aisthetos): ornamento, ordem, o universo visível, físico (ver kosmos noetos). Para Platão, só há mundo sensível, a noção de "mundo inteligível" não aparecendo senão muitos séculos depois dele. O mundo é a totalidade ordenada de todas as coisas sensíveis. Uma totalidade nomeada de diferentemente: "o todo" (to pan), o "universo"; o todo ordenado (kosmos); o céu (ouranos), esta região do universo que apresenta mais regularidade e mais permanência, que é a mais ordenada. [Luc Brisson  ]


order, lawful order, government, mode, fashion, ornament, decoration, honour, credit, ruler, world, universe, the earth, mankind (Wiktionary)
gr. κόσμος νοητός, kósmos noêtós: universo inteligível. Um dos problemas decorrentes da teoria platônica das Formas é o da sua localização. Platão é categórico em que os eide não existem em parte alguma (Synip. 211a; confrontar Aristóteles  , Phys. III, 203a). Há, contudo, outros passos que indicam que eles têm de fato uma «localização» num sentido mais lato do termo (Rep.   508c, 507b; Fedro  , 247c-e). A linguagem figurativa do Timeu   força-o a ser mais explícito; a sua teoria da mimesis sugere um modelo do qual o universo visível (kosmos aisthetos) é uma imagem (eikon), Tim. 30c-d. Este é o universo inteligível que «contém» os principais grupos dos eide (loc. cit.; ver zoon). «Contém» é uma palavra difícil, pois não é de modo algum clara a forma como Platão viu os agrupamentos superiores dos eide (ver o principal texto paralelo, Soph. 253d; mas aqui o contexto é dialético).
gr. κόσμος αἰσθητός. O mundo sensível resulta da união da parte inferior da Alma universal (segunda alma) com a matéria. Das múltiplas diferenças que a matéria adita à Alma universal resulta a diversidade dos seres corpóreos. [Fraile]