Página inicial > Medievo - Renascença > Abade Poimem 4

Abade Poimem 4

domingo 20 de março de 2022

    

Tradução do grego de D. Estevão Bettencourt O.S.B.

41. Disse de novo: «Um irmão   perguntou ao Abade Alônio: «Que significa o aniquilamento de si mesmo  ?» O ancião respondeu: «Significa colocar-se abaixo dos irracionais, e saber que estes não podem ser condenados» (NT: O homem   que renuncia a si mesmo por amor de Deus  , deixa de viver   conforme a razão   natural, meramente humana, e conforme os seus apetites naturais; a este título, pode ser considerado inferior   aos irracionais. Todavia tal homem pratica essa renúncia para ser elevado a um nível de vida superior, ditado pelo próprio   Deus. Com isto adquire a segurança de não ser condenado.).

42. Disse de novo : «Preferirá calar-se, o homem que se lembre do que está escrito: «Pelas tuas palavras serás justificado, e pelas tuas palavras serás condenado» (Mt 12,37).

43. Disse também: «A distração é o começo dos males».

44. Disse mais: «O Abade Isidoro, o presbítero da Cétia, falou certa vez à sua gente nestes termos: ‘Irmãos, não foi para labutar que viemos a este lugar? Agora, porém, não oferece mais labuta. Por conseguinte, preparei o meu manto e me vou para onde há labuta; lá encontrarei bem-estar’».

45. Um irmão perguntou ao Abade Poimém: «Se eu vir alguma coisa, queres que a conte?» O

ancião respondeu: «Está escrito: ‘Quem pronuncia uma palavra   antes de ouvir  , é tolo e digno de censura’ (Pr 18,3). Se fores interrogado, fala; se não, permanece calado».

46. Um irmão perguntou ao Abade Poimém: «Pode o homem confiar num só feito?» (Isto é: será oportuno cultivar predominantemente uma só virtude  ?) O ancião respondeu que o Abade João Curto afirmara: «Quero adquirir um pouco de todas as virtudes».

47. Disse também o ancião que um irmão perguntou ao Abade Pambo se é bom louvar o próximo; Pambo respondeu: «Melhor é calar-se».

48. Disse ainda o Abade Poimém: «Ainda que o homem faça um céu novo e uma terra   nova, não pode deixar de ter preocupações».

49. Disse ainda: «O homem precisa da humildade   e do temor de Deus como do sopro que procede das suas narinas (Isto é: essas virtudes são tão necessárias à vida cristã como a respiração à vida física.).

50. Um irmão perguntou ao Abade Poimém: «Que hei de fazer?» O ancião respondeu-lhe: «Abraão, quando entrou na terra prometida, comprou um sepulcro para si mesmo, e, por meio do sepulcro, recebeu a terra como herança». O irmão interrogou: «Que é um sepulcro?» Explicou o ancião: «É um lugar de pranto e luto».