Página inicial > Imaginal > antirrhesis

antirrhesis

domingo 20 de março de 2022

      

Segundo a tradução francesa da Philokalia  , significa o primeiro movimento   do agon   - combate espiritual, a antilogia   - rejeição das prosbole   - sugestões demoníacas.


Philokalia João Damasceno

Deve-se também aprender   a distinguir   (diakrisis  ) os pensamentos (logismos) apaixonados (pathos  ) que promovem cada pecado (hamartia). Os pensamentos (logismos) que incluem todo mal (kakon  ) são oito em número: aqueles da glutonia (gastrimargia), incastidade (porneia  ), avareza (philargyria), raiva   (orge), depressão (akedia  ), desatenção (argia  ), auto-estima   (kenodoxia  ) e orgulho (hyperephania). Não está em nosso poder decidir se estes oito pensamentos (logismos) vão ou não se erguer e nos perturbar. Mas habitar   neles não habitar neles, excitar as paixões ou não excitá-las, está em nosso poder (dynamis  ). Em conexão com isto, devemos distinguir (diakrisis) entre sete   diferentes termos: provocação (prosbole), associação (syndyasmos), luta (agon), paixão (pathos) e consentimento (synkatathesis   - muito próximo do desempenho), atualização   e catividade. Provocação é simplesmente uma sugestão vinda do inimigo, como "faça isto" ou "faça aquilo", tal como nosso Senhor Ele mesmo experimentou quando Ele ouviu estas palavras "Ordene que estas pedras se tornem pão" (Mateus   IV, 3). Como já dissemos, não está em nosso poder (dynamis) prevenir provocações (prosbole). Associação (syndyasmos) é a aceitação do pensamento   (logismos) sugerido pelo inimigo (diabolos  ). Significa habitar no pensamento e escolher deliberadamente lidar com ele de maneira prazerosa. Paixão (pathos) é o estado   resultante da associação (syndyasmos) com o pensamento (logismos) provocado pelo inimigo; significa deixar a imaginação   animar o pensamento continuamente. Lutar (agon) é a resistência oferecida ao pensamento apaixonado. Pode resultar seja na destruição da paixão no pensamento — quer dizer, o pensamento apaixonado — ou em nosso assentimento a ele. Como diz Paulo Apostolo, "A carne   (sarx) deseja de um maneira que se opõe ao espírito (pneuma  ), o Espírito de uma maneira que se opõe à carne: um é o contrário do outro" (Gal V, 17). Catividade é a abdução forçada e compulsiva do coração   (kardia) já dominado pela pré-possessão (prolepsis  ) e o hábito   longo. Assentimento é dar aprovação à paixão inerente no pensamento. Atualização é pôr o pensamento apaixonado em efeito uma vez dado nosso assentimento. Se podemos confrontar a primeira destas coisas, a provocação, em um modo desapaixonado, ou firmemente rechaçar (antirrhesis  ) na formação, cortamos de pronto tudo que vem depois.