Página inicial > Antiguidade > Kronos

Kronos

quinta-feira 24 de março de 2022

    

Kronos   é o obscuro   poder que nascido do casamento   ininterrupto de Urano e de Gaia  , vai separar de um golpe Terra e Céu e lançar o membro divino   na maré do mar. A castração do Céu, que não se estenderá mais sobre uma esposa da qual recusava os filhos no seio, permite a abertura do espaço e do nascimento do tempo  . Depois da separação do Céu e da Terra, as forças titanescas da natureza saem da indistinção subterrânea para vir ao grande dia e engendrar novas linhagens. Assim é que Kronos, o deus   que emascula o mundo, rompendo para sempre a unidade   inicial da origem  , que inicia o ciclo   de engendramentos e de idades: talvez seja a razão   da confusão   ulterior de Kronos e de Chronos.

Este filho   de Urano encarna ainda os poderes obscuros da Morte e da Noite   que serão rechaçados por Zeus  , pai das novas divindades da Vida e da Luz; ele será por sua vez rechaçado com os Titãs ao fundo do Tártaro como Urano tinha rechaçado sua descendência no mais profundo de Gaia. O ciclo de nascimentos se fecha. Doravante a esfera dos tempos obscuros, assombrada pelos poderes da terra e do sangue  , deve se submeter ao mundo olímpico onde reinam as divindades do céu. Mas o Olimpo dos deuses luminosos não esqueceu a antiga idade das divindades ctonianas. O mito   da idade de ouro   é o único testemunho, depois do abalo do céu e da terra, dos primeiros ciclos do mundo de Kronos a Zeus. Hesíodo e Platão propõem duas versões notáveis que, apesar de suas divergências, chegam a uma periodicidade análoga do tempo e dos ciclos das almas.