Página inicial > Medievo - Renascença > Kolakowski – Angelus Silesius - A Antinomia do Panteísmo

Chrétiens sans Église

Kolakowski – Angelus Silesius - A Antinomia do Panteísmo

La conscience religieuse et le lien confessionnel au XVIIe siècle

domingo 12 de setembro de 2021, por Cardoso de Castro

Chrétiens sans Église : la conscience religieuse et le lien confessionnel au XVIIe siècle. Paris: Gallimard, 1969.

  • Fontes doutrinais de Angelus Silesius  : Mestre Eckhart   e Bernardo de Clairvaux
  • Inspirações: Johannes Tauler  , Jan van Ruysbroeck  , Harphius, Louis de Blois, Jacob Boehme  , Valentin Weigel
  • Ser e Tempo:
    • cliché non stans - nunc currens:
      • não se satisfaz com a crença na existência extra-temporal da deidade, nem na crença na duração infinita da alma individual, mas que experimenta uma nostalgia da interminabilis viate total simul et perfecta possessio, a ser concedida a toda criatura.
    • superar não a finitude da existência humana, mas sua natureza temporal; toda filosofia de Silesius está nesta esperança.
      • cada coisa tem uma existência dupla: temporal, submissa ao correr do tempo; eterna, sua idéia própria no absoluto divino.
      • a eternidade está em nós, saibamos ou não, desejemos ou não.
    • tomar consciência de sua própria eternidade é possuí-la.
  • eros escatológico
  • Sentido da conversão de Silesius