Página inicial > Medievo - Renascença > Chariton Luta Paixões

Chariton Luta Paixões

terça-feira 29 de março de 2022

Compilado pelo Higumeno Chariton de Valamo, traduzido da versão inglesa.

Excertos:

Resumo:

  • A luta com as paixões
    • Um remédio que cura todas as paixões
    • Fuja para se refugiar no Nome
    • Os quatro degraus da escada
    • Apenas uma maneira para começar — domesticando as paixões
    • Os três gigantes espirituais
    • Os ladrões espirituais
    • Lutando satã no coração
    • Exílio e restauração
    • A proteção das virtudes
    • Separação de Deus e suas consequências
    • Impiedosamente e implacavelmente em direção a nós mesmos
    • Eu me levantarei e irei adiante
    • Nossa campanha contra as paixões
    • Como o inimigo nos ataca através de outras pessoas
    • Como preservar dentro de ti a paz de Deus
    • Os perigos da saciedade
    • A "troika" maléfica
    • Julgando outros
    • Sua própria morte e o funeral de outras pessoas
    • Um ladrão interior em conluio com ladrões de fora
    • As chamas do ódio e o fogo do inferno
    • Nunca vale a pena perder a calma
    • Extinguir todos os sentimentos de ódio
    • Como as tentações do inimigo agem
    • O traidor interior
    • Um copo de veneno
    • Um lugar calmo em seu coração aos pés do Senhor
    • Em liga com as paixões
    • Sempre em casa
    • Jesus presente e ausente
    • Como os demônios entram
    • O tempo do martírio oculto
    • A regra do jejum
    • Um tempo para falar e um tempo para manter silêncio
    • A luta ascética. A vitória vem apenas pela graça
    • Volte-se para Deus para ajuda
    • Trabalho sem pressa
    • Luta da mente e luta da ação
    • O combate interior e a oposição ativa
    • A impureza e a inocência
    • As duas forças opostas
  • Conheça-se a si mesmo
    • Vendo a si mesmo
    • Como encontrar o que você vale
    • Verdadeiro auto-conhecimento
    • A medida do progresso na vida espiritual
    • "Eu não sou como outros"
    • O sentimento de iniquidade
    • A fumaça e o fedor do inferno
    • Julgue a si mesmo e irais parar de julgar os outros
    • Um cadeia quebrada de atos de ato-negação
    • Um sentimento de auto-importância
    • A graça opera secretamente. O arrependimento incessante e as lágrimas incessantes
    • Re-criação através do Espírito Santo
    • Arrependimento contínuo
    • Resigne-se a si mesmo a uma fricção por toda vida
    • Apague todas as impressões estranhas
    • Escrutinando nossos pensamentos
    • O auto-conhecimento e a leitura dos Padres
    • Passando de uma percepção a outra
    • O caminho da limpeza dos sofrimentos sempre crescentes
    • Bom para nada
      • Uma alma não provada é boa para nada (Teofano o Recluso)
    • A via para o reino
    • O Espírito Santo nos mostra o que somos
  • O trabalho, interior e exterior
    • O trabalho interior
    • A folhas e os frutos
    • As duas ordens da vida em um monastério
    • O principal inimigo da vida em Deus
    • A paz interior e a saúdo corporal
    • A contemplação e a ação devem ir de mãos dadas
    • Vivendo a vida contemplativa no mundo
    • O corpo em trabalho, o pensamento com Deus
    • A liberdade dos cuidados
    • A necessidade de ocultamento
    • Os esforços ascéticos são meios, não fins. Nenhuma salvação sem humildade
    • Os andaimes e o prédio
    • A distração e o cativeiro do coração. Porque as vezes nos sentimos chateados
    • Trabalhar com suas mãos, e ainda permanecer com Deus na mente e no coração
    • A verdadeira obediência com vistas ao Senhor
    • A obediência inquestionável é mais valiosa do que qualquer feito ascético
    • Um banho de lama curador
    • Muito absorvido no trabalho
    • O labor manual
    • Os apegos excessivos às regras
    • As atividades externas não devem distraí-lo do trabalho interior
    • Mantendo o forno interior quente
    • O trabalho interior e a sobriedade
    • A auto-educação. Ler, sentir, agir
    • Faça tudo em Nome do Senhor Jesus
    • A cadeia de sofrimento
  • A solidão
    • Em um monastério deve-se enfrentar a solidão
    • Apenas Deus e a alma
    • O mundo ainda pode estar conosco no coração
    • "Dar e tomar"
    • Buscando a vontade de deus na solidão
    • Como usar momentos de solidão
    • O que significa ser um recluso
    • Mantendo os pensamentos dentro das paredes do monastério
    • A luta com as paixões — em comunidade e em solidão
    • Sendo incomodado quando nossa solidão é perturbada
    • Falta de ordem interior
    • A verdadeira selva
    • Os velhos conhecidos
    • A seclusão externa e interna
    • Preservando a concentração interior entre os cuidados exteriore
    • Retiro para dentro de si mesmo
  • Os tempos de desolação
    • Duas espécies de afastamento
    • Porque a alma cresce em frieza?
    • Períodos de secura e insensitividade são inevitáveis
    • Uma punição pelo ódio
    • Falha em confiar em Deus
    • Como é frio sem a graça!
    • As razões para nossa frieza
    • Nenhuma auto-indulgência e nenhuma auto-piedade
    • Sempre esperar mudanças súbitas
    • A luz e a escuridão na alma
    • A alegria e o medo. A preservação e o afastamento da graça
  • A ilusão
    • Como reconhecer a ilusão do diabo
    • A confusão e a paz
    • Os pensamentos errantes
    • A presunção mascarada como zelo
    • A origem da ilusão
    • A tristeza alegre e a verdadeira oração, livre da ilusão
    • A prática da oração de Jesus leva à ilusão?
    • Os inimigos da oração de Jesus
    • A necessidade de direção experiente
    • Porque a oração de Jesus algumas vezes leva a insanidade
    • A ilusão daqueles que não praticam a oração interior
  • A humildade e o amor
    • Onde humildade e amor estão ausentes, tudo espiritual está ausente
    • A medida da humildade
    • Defeitos de caráter
    • O caminho para a humildade — obediência
    • A presunção e a censurabilidade
    • Ofendendo-se, e voltando a outra face
    • Empunhando a espada da humildade