Página inicial > Medievo - Renascença > Eckhart Desapego

Eckhart Desapego

terça-feira 29 de março de 2022

    

VEJA: LE DÉTACHEMENT

DESPRENDIMENTO  , DESPRENDIDO (ABGESCHIEDENHEIT, ABGESCHIEDEN)
Excertos do glossário do tradutor, Enio Paulo Giachini, da ótima versão portuguesa dos "Sermões Alemães" de Mestre Eckhart  

  • Abgeschiedenheit: desprendimento, retraimento, aseidade;
  • abgeschieden: desprendido, livre, solto, à vontade no próprio   seu
    Ab-geschieden-heit vem do verbo   abscheiden. Este é composto de ab, que significa de (ab, em latim; apo, em grego), afastando-se de; e schei-den, separar, cujo particípio passivo é geschieden, separado   de. Daí: Ab-geschieden + heit. E -heit é um sufixo para indicar a formalidade abstrato-essencial. Abschied é despedida, isto é, deixar ser a remissão de cada coisa na unicidade da sua identidade. A tradução para o português de Abgeschiedenheit ficou desprendimento, acentuando a conotação de não estar preso a nada, a não ser a si mesmo  ; livre e solto, na ab-soluta identidade diferencial de si, a partir e em si, portanto na aseidade e inseidade da plena satisfação e fruição de si mesmo. Essa mesmidade se chama para Eckhart Deus  , uno   e trino. Deus é pura e limpidamente ele mesmo, separado de tudo quanto não é ele mesmo. Uma separação   de tudo quanto não é si mesmo, a in-sistência na ab-soluta identidade para dentro do abismo   da solidão   de si mesmo é a separação, cuja despedida (Abschied) remete a Deus, à unicidade decisiva de si mesmo, livre da contração a si, como diferença   do e contra outro. É unicidade solta, à vontade como identidade com tudo, na união   com outro, na intimidade abissal de identificação com todos os entes no encontro. Essa unicidade da liberdade, fonte   donde salta o ser com e o ser do e para outro recebe no pensamento   do cristianismo medieval o nome de pessoa  , e perfaz o núcleo da dinâmica do mistério da Santíssima Trindade  , um Deus em três pessoas. Pai  , Filho e Espírito   Santo. A dinâmica do relacionamento Pai-Filho-Espírito Santo como absoluta soltura da liberdade do mesmo, como Abgeschiedenheit se chama geração e processão   ou simplesmente geração, da qual surge o relacionamento de Deus com os seres humanos como o da geração, ou melhor, filiação divina, de tal sorte que a criatura-homem   é filho de Deus no Filho Unigênito do Pai, no Espírito Santo. E então através   do homem, tudo que é e não é, tudo que pode ser, tudo quanto possa surgir   dentro de um determinado possível sentido do ser, portanto a imensidão, profundidade e vitalidade criativa do abismo da possibilidade de ser, se torna também recepção da filiação divina, de tal sorte que criação, o seu universo   no seu ser, repercute em mil e mil modulações e variações o tônus e a tonância do sentido de ser da filiação divina. Nesse sentido ser humano é abgeschieden, ele mesmo, na finitude, isto é, no bem concreto e definido da sua singularidade única, ab-soluta e livre, pessoa como cada um, filho único e singular na intimidade do ser com e do ser para do Deus Uno e trino. E todos os entes do universo não-humano recebem o ser e o sentido do seu ser, a partir e dentro da sonoridade da filiação divina, como caixa de ressonância na recepção da mesmidade dessa imensa sinfonia do encontro do amor de Deus. Essa visão   de Deus, o único ser simpliciter, e a pregnância da sua presença   como universo-criação no fluxo da dinâmica da filiação divina, fazem duplicar o conceito de Deus em: Deus e deitas, Deus e deidade, que na tradição   teológica medieval recebeu a formulação: Deus quoad nos e Deus quoad se.
    FILOSOFIA John Caputo: Caputo Desapego - DESAPEGO

Hermógenes Harada  : EXCERTOS DE "ENSAIOS DE FILOSOFIA"
Esse ser nada, a que Eckhart também chama de liberdade, por ser puro, ele mesmo e nada mais, só pode ser compreendido nele mesmo. Isto significa que o nada assim gratificante, agraciado e agradecido é limpidez ab-soluta da identidade consigo mesma lauter e ledig. O Nada é, assim, retraído em si mesmo, separado de tudo quanto não é ele mesmo, na disponibilidade da sua identidade. E o que em Eckhart se chama ab-geschieden, Abgeschiedenheit, e que os medievais designavam também com a expressão   ens a se, aseitas. Reina aqui a plenitude  . Mas essa plenitude não é ser, no sentido de atuação, presença, de vigor cheio, mas a ab-soluta continência da fidelidade da gratuidade a si mesma, na íntima e límpida obediência à sensibilidade e delicadeza do pudor   da liberdade. Ser abgeschieden é retraimento do deixar ser o não ser, não como negação ou afirmação   da negação do ser, mas sim como liberdade da pura disponibilidade de si na humilde e grata doação de si, e na humilde e grata recepção dessa doação, ambas ao sabor   da gratuidade. Aqui doar-se e receber   dizem o mesmo como ao sabor da liberdade do louvor e da gratidão  . O nada a partir do qual brota a liberdade do louvor e da gratidão se chama Abgeschiedenheit. Abgeschiedenheit é a graça  , a beleza da continência da liberdade de Deus, a Gelassenheit. Com precisão diz Mestre Eckhart: "Somente Deus é livre e incriado, e dai ele somente é igual à alma  , segundo a liberdade, não, porém, em vista da não-criaturidade, pois ela é criada" (v. Finitude). Mas se somos iguais a Deus na liberdade, então a diferença do Incriado e do criado não significa diferença de afastamento  , mas sim absoluta mesmidade da diferença, cuja identidade se retrai para dentro do mistério do encontro da Filiação divina. Criação diz simplesmente e absolutamente Filiação. Incriado e criado não diz causador e causado, criação não é causação, mas sim a intimidade abissal da geração do Pai e Filho(s) na Liberdade da Graça.



Ver online : MESTRE ECKHART