Página inicial > Palavras-chave > Escritores - Obras > Corbin / Henry Corbin

Corbin / Henry Corbin

    

HENRY CORBIN (1903-1978)

LÉXICO DE FILOSOFIA

OBRA NA INTERNET: LIBRARY GENESIS


Percorreu um itinerário de reflexões próprias de grande profundidade que vão desde o pensamento   de Martin Heidegger até o Irã islâmico. (Les amis de Stella et Henry Corbin (1903 - 1978)

Filósofo-orientalista, historiador das religiões, Henry Corbin (1903-1978) surpreendeu por sua obra magistral nosso conhecimento da filosofia islâmica, especialmente da antiga Pérsia. Sua obra não foi de pura erudição, mas ao contrário conseguir dispor do saber mais extenso do domínio   islâmico, em particular xiita, pondo-o a serviço da interpretação   filosófica.

Em 1935, indicado pela Biblioteca do Instituto francês de Berlim, nos ofereceu a primeira tradução francesa de Heidegger  . Encarregado de uma missão na Turquia (1939), e depois no Irã (1945), fundou o Departamento de Iranologia do Instituto francês em Teerã, antes de vir a suceder Louis Massignon (1954) como titular da cadeira de Islamismo da École pratique des hautes études, Va seção, Ciências Religiosas.

Por suas edições de textos em árabe e em persa, publicados na coleção   "Biblioteca Iraniana", revelou aos próprios iranianos os principais autores de sua poesia mística e de sua filosofia. Assim como pelas traduções deste textos, permitiu aos leitores francofonos descobrir a riqueza   deste pensamento.

Na obra que nos deixa, os grandes temas da visão   doutrinal e mística da filosofia islâmica nos são expostos através de numerosas aproximações comparativas e em estreita afinidade   com as correntes mais profundas da filosofia ocidental.

Entre seus principais escritos, onde se afirma seu método que consiste em uma fenomenologia-hermenêutica, deve-se citar Avicenne   et le récit visionnaire (1954), L’Imagination créatrice dans le soufisme d’Ibn Arabi   (1958) e o monumental En Islam iranien   : Aspects spirituels et philosophiques (1971). (excertos traduzidos de apresentação constante de uma de suas obras)

Comece por este resumo muito breve de seu pensamento, ao qual se segue esta curta apresentação de sua visão teológica.