Página inicial > Palavras-chave > Escritores - Obras > Scholem / Gershom Scholem

Scholem / Gershom Scholem

      

Gershom Scholem (1897-1982)

Filósofo judeu   de origem alemã que nos legou estudos sobre a tradição judaica, especialmente a Cabala  , além de ter tido uma grande influência na renovação e no resgate da tradição judaica no século XX.

O trabalho   de toda a vida do professor Gershom Scholem, na Universidade Hebraica, em Jerusalém, foi, há apenas alguns anos, sintetizado por ele em seus vários verbetes sobre a Cabala para a Encyclopaedia Judaica. Estes, revisados por Scholem, podem agora ser encontrados num único volume   de quase quinhentas páginas, publicado em 1971, sob o título Kabbalah, pela Quadrangle/The New York Times Book Company. (...)

O grande feito de Scholem pode ser considerado único na cultura humanística moderna, já que ele se fez indispensável a todos os estudiosos sérios do assunto. Afirmarei mais adiante neste ensaio que a Cabala é, essencialmente, uma visão de tardividade (a vision of belatedness), e eu louvaria Scholem, acima de tudo, por ter transformado a sua própria tardividade com relação à inevitável anterioridade de seu tema numa surpreendente precocidade. A Cabala é um corpus   de linguagem retórica e figurada — é de fato uma teoria   da retórica —, e a façanha empreendida por Scholem é tão retórica e figurada quanto histórica. Neste sentido, ele escreveu um relato verdadeiramente cabalístico da Cabala, e, assim, mais do que qualquer outro erudito moderno trabalhando em escala semelhante, ele se mostrou totalmente à altura de seu grande tema. A relação que mantém com os textos que editou e comentou é comparável àquela que um poeta tardio como John Milton tinha com poetas anteriores que absorveu e, de certa maneira, transcendeu. Scholem é uma figura miltoniana na cultura moderna e, como tal, merece ser respeitado. (adaptado de Harold Bloom, Cabala e Crítica)


Entre os intérpretes contemporâneos da Cabala, queremos mencionar G.G. Scholem, cujo trabalho de aprofundamento teórico permitiu obter-se uma visão global do esoterismo   judeu. Todavia, a teoria cabalística demanda ainda mais esclarecimentos, relativos sobretudo àquilo que ultrapassa o único plano das investigações históricas e filosóficas; mas estamos longe de pretender esgotar as riqueza   doutrinal da Cabala nas páginas que seguem. [Leo Schaya  , O HOMEM   E O ABSOLUTO   SEGUNDO A CABALA]
OBRA NA INTERNET: LIBRARY GENESIS