Página inicial > Palavras-chave > Personagens > Fohi / Fo-hi / Fo hi

Fohi / Fo-hi / Fo hi

      

Quando Fo Hi, este enigmático imperador, escreveu, há três mil e setecentos anos antes de Cristo  , ou seja dois   mil anos antes de Moisés, os arcanos metafísicos e cosmogônicos que serviram de trama ao Yi Ching  , ele declarou retirar respeitosamente seu ensinamento do passado  , declarando-o sábio, prudente e muito difícil de determinar.

E, disse ainda, ele compreendia que algum dia, para as raças futuras, seu tempo seria também um passado igualmente obscuro   e difícil de precisar.

Ele então data a sua obra, não por meio de uma época convencional ou com o nome de um soberano cuja celebridade e memória o tempo apagaria, mas através de um estado   solar e estelar, que ele descreveu em todos os detalhes, e para o qual, sem erro   possível, os astrônomos do futuro poderiam assinalar uma cronologia. Assim, enquanto os patriarcas hebraicos deram, em meio a grossos livros e vetustos escritos, um inútil trabalho   aos beneditinos, é bastante, para conhecermos a data exata de Fo Hi e seu I Ching, colocarmos uma luneta nas mãos de um dos inumeráveis discípulos do Sr. Camille Flammarion. Sem dúvida Fo Hi não temia nem o controle nem o desmentido da posteridade. Se insistimos nesta maravilhosa precaução, foi não só para mostrarmos a que perfeição chegara, já nesta época, a ciência da astronomia  , mas para fazermos compreender, de uma tirada, o espírito prático, engenhoso, lógico e sem névoas, que possuíam os sábios chineses de cinco   mil anos atrás, espírito que os distingue de todos os reformadores de povos, que, chegados bem depois à terra  , não viveram senão nas lendas e não escreveram senão parábolas. [Matgioi  , Via Metafísica]