Página inicial > Palavras-chave > Termos > orge / οργή / cólera / ira / menis / μῆνις / raiva / μισέω / miseo / odiar / (...)

orge / οργή / cólera / ira / menis / μῆνις / raiva / μισέω / miseo / odiar / desprezar / gadab

      

gr. οργή, orge = cólera, ira, raiva. Uma das paixões, com sede no coração  .


μῆνις, mēnis, ira, raiva, furor. Para Homero  , o herói e sua menis formam uma parelha inseparável, de modo que toda derivação da ira a partir de ensejos externos se torna desnecessária diante dessa união   pré-estabelecida. [Sloterdijk  ]

Frithjof Schuon

O Corão, assim como a Bíblia, admitem que existe uma Cólera divina. [Se, conforme o Islamismo, a Clemência de Deus   precede a sua Cólera, isto significa que a primeira está na essência, ao passo que a segunda se manifesta em função do acidente.] Portanto, também uma "cólera santa" humana e uma "guerra   santa"; o homem   pode "odiar em Deus", segundo uma expressão islâmica. Com efeito, a privação objetiva permite ou exige uma reação privativa por parte do sujeito  , e o essencial é saber se, em determinado caso particular, nossa piedade   por tal substância humana deve superar o nosso horror ao acidente que torna detestável o indivíduo. Pois é verdade que de certo ponto de vista deve-se detestar o pecado   e não o pecador. Mas esse ponto de vista é relativo e não impede que sejamos, às vezes, obrigados, pelo jogo   das proporções, a desprezar o pecador na medida em que ele se identifica com o seu pecado. Ouvimos dizer uma vez que aquele que é incapaz de desprezo é igualmente incapaz de veneração. Isso é perfeitamente verdadeiro, contanto que a avaliação seja justa e que o desprezo não ultrapasse os limites da sua razão suficiente, tanto subjetiva como objetiva. [Segundo Meneio, zangar-se por um insulto mesquinho é indigno de um homem superior, mas a indignação por uma grande causa   é uma cólera justa.] O desprezo justo é simultaneamente uma arma   e um meio de prote  ção. Por certo, existe também a indiferença, mas esta é uma atitude de eremita não necessariamente praticável, nem boa, na sociedade humana, pois corre o risco de ser mal-interpretada. Contudo, e isto é importante, o desprezo justo combina-se inevitavelmente com certa indiferença, sem o que nos faltariam o desapego   e também um fundo de generosidade. Na falta deste último, uma cólera não seria santa. A visão de um mal não deve fazer com que esqueçamos sua contingência; um fragmento pode ou deve perturbar, mas não convém perder de vista que é um fragmento e não a totalidade  . A consciência da totalidade, que é inocente e divina prevalece, em princípio, sobre todo o resto. Dizemos "em princípio", pois as contingências conservam todos os seus direitos. Isso quer dizer que uma cólera serena é uma possibilidade e até uma necessidade   porque, ao detestarmos um mal, não deixamos de amar   a Deus. [O ESOTERISMO   COMO PRINCÍPIO E COMO VIA]

Roberto Pla

Desde os tempos veterotestamentários, a "ira de Deus" é a chegada de seu fogo   santo, para preparar com sua unção a revelação do Cristo   preexistente em cada homem. Isto, em geral, é denominado a era messiânica, mas é individual e só messiânica para o que revela a Cristo em si mesmo  . [Evangelho de Tomé - Logion 106]

Karl Renz

I like him [the Dalai Lama] because they always complain that he’s still angry and shouting against his assistants. He has some real temper. Then they ask him, ‘You are Dalai Lama, you must be enlightened. Why do you get angry if something is not right’? He simply says, ‘Why should I care about the genes of my father  ?’ In Moscow this joke was translated as Dalai Lama is angry because of the blue jeans of his father. [Laughter]

In that sense   when you drive in the car now and you get angry or mad, it’s not you. It’s just your ancestors running through you. Sometimes you hate someone and you don’t know why. Maybe your ancestor had an issue with someone with a similar face and now you wonder why do you hate this guy? Or why do I like her? Maybe one of your ancestors had a good sex with that person. Then you expect it again. You never know why you have affection towards someone or hatred. Sometimes you can’t stand the smell of the kitchen. Maybe one of the ancestors was burnt in the kitchen by the same smell. All of this runs in you. All the bloody past and the future. And it’s not yours, it’s just ripples. Ripples, ripples, ripples... Sometimes you feel like a cow and you don’t know why. [RenzB]