Página inicial > Glossário > enunciado

enunciado

domingo 17 de outubro de 2021

A uma tal ligação em palavras chamamos um simples enunciado. Ele é verdadeiro ou falso. O enunciado é, portanto, o lugar e o sítio da verdade. Por isso, dizemos também simplesmente: este e aquele enunciado são uma verdade. Verdades e não-verdades são enunciados.

De que modo está construída uma tal verdade como enunciado? Que é um enunciado? A palavra «enunciado» tem vários significados. Distinguimos quatro, que se ligam entre si e que somente nesta unidade manifestam como que o plano completo da construção de um enunciado:

Enunciar acerca de — proposição
Enunciar sobre — informação
Enunciar a — comunicação
Exprimir-se — expressão

Se alguém que é citado como testemunha num tribunal recusa depor (verweigert die Aussage), isto quer dizer, em primeiro lugar, que não se pronuncia sobre nada, que guarda para si aquilo que sabe. A palavra enunciado é entendida, aqui, como comunicação que se pronuncia sobre qualquer coisa, como o oposto de calar-se. Um depoimento, quando é feito, não consiste em palavras isoladas intermináveis, mas num relato. A testemunha que se decide a depor, relata. Neste relato, fala-se dos fatos. Os enunciados expõem os acontecimentos, por exemplo, o decurso e as circunstâncias de um assalto diretamente observado. A testemunha enuncia: a casa estava às escuras; as portas estavam fechadas, etc.

O enunciado, no sentido lato de comunicação, consiste, ele próprio, em «enunciados» em sentido restrito, quer dizer, em proposições. Enunciar, em sentido restrito, não significa o pronunciar-se, mas o dizer que informa sobre a casa, dá a sua situação e o seu estado. Enunciar significa agora: tendo em vista o estado e as circunstâncias, dizer, a partir deles, qualquer coisa sobre eles; enunciado quer dizer, informação sobre... Esta informação é dada de tal modo que se produzem enunciados a partir daquilo de que se fala e de onde a informação parte. Enunciar significa, em terceiro lugar, tomar daquilo de que se fala, por exemplo, de uma casa, qualquer coisa que lhe pertença e atribuir-lho como pertencendo-lhe verdadeiramente, dizer que é dela (zu-sagen). Ao que é enunciado desta forma chamamos o predicado. O enunciado, neste terceiro sentido, é «predicativo», é a proposição.

Por consequência, o enunciado tem um caráter triplo: uma proposição, que dá uma informação, a qual, realizada expressamente diante de outra pessoa, se torna comunicação. A comunicação é exata quando a informação é correta, quer dizer quando a proposição é verdadeira. O enunciado como proposição, como o enunciar a ou b acerca de x, é o sítio da verdade. Na construção de uma proposição, quer dizer, de uma verdade simples, distinguimos o Sujeito, o Predicado e a Cópula; o objeto-da-proposição, o enunciado-da-proposição e a palavra de ligação. A verdade reside no fato de o Predicado convir ao Sujeito e, sendo aquilo que lhe convém, ser posto e dito na proposição. A construção da verdade e os elementos dessa construção, quer dizer, da proposição verdadeira, estão em conformidade com aquilo por que a verdade, enquanto tal, se guia, ou seja, a coisa enquanto suporte e as suas propriedades. [HEIDEGGER  , Martin. O que é uma coisa?. Tr. Carlos Morujão. Lisboa: Edições 70, 1992., p. 43]

LÉXICO: enunciado