Página inicial > Glossário > afeto

afeto

domingo 17 de outubro de 2021

O que a psicanálise reclama em suas análises essenciais como em sua terapia, não será, em primeiro lugar, e constantemente, essa subordinação do pensamento representativo – percepções, imagens, recordações, produções oníricas e simbólicas, estéticas e religiosas etc, – e de tudo o que se mostra nela a um poder de uma outra ordem, não será, constantemente, a recusa, ao menos implícita, de uma metafísica da representação? Essa instância subjacente, operante e recalcada não será a vida e, além disso, a vida em sua essência fenomenológica própria, o afeto consubstancial a essa fenomenalidade e que não poderia ser separado dela, que nunca é inconsciente? De modo que, como procuraremos mostrar, sem ironia, situado no coração do inconsciente, o afeto o determina como fenomenológico em sua essência e em seu fundo.

Será então suficiente, para se desembaraçar dessa redução paradoxal do inconsciente ao lugar da emergência da fenomenalidade, observar que, mesmo se o seu destino determina sempre o da representação, o afeto não constitui, apesar disso, o último naturante do sistema – não sendo em caso algum, no freudismo, mais que o representante psíquico da pulsão? E se essa, por sua vez, não faz senão representar no psiquismo os determinantes energéticos dos quais o Projeto de 1895 tinha fixado a teoria, não será a esses últimos, a processos naturais que nos encontramos inevitavelmente reconduzidos? Pouco importa que, nesse retorno inconfessado de uma metafísica da representação, surjam inextrincáveis dificuldades, que a Psique da qual se tinha pretendido defender a especificidade se descubra ser não mais que um equivalente, o sucedâneo de uma essência biológica, até mesmo físico-química: o esquema explicativo científico reconquistou os seus direitos, deixando de lado, uma vez mais, a fenomenologia. A vida que vivemos é apenas um efeito do que ignoramos. Ao conhecimento e à ciência caberia, pois, a tarefa de nos livrar progressivamente dessa ilusão que somos nós: eterno pensamento do Ocidente! [MHPsique  :45]


LÉXICO: afeto