Página inicial > Glossário > aion

aion

domingo 17 de outubro de 2021

gr. αἰών, aiôn: éon, período de vida, eternidade. Período de vida, época, éon. gr. ἀεί, aeí, perene, sempre, eternamente. Empregado frequentemente como adjetivo. Esses termos representam duração ilimitada à frente e atrás: o ser eterno não tem começo e nunca terminará. gr. ἀΐδιος, aídios: perpétuo, perduração no tempo (aidios kata chronon) que difere de eterno (aionios) por ser submetido ao tempo, à corrupção (phthora).


Com isso, mostra-se algo estranho: o fato de o ente ser determinado com vistas ao seu ser por meio de um momento do tempo. Aquilo que dura sempre caracteriza esse ente com vistas ao seu ser. Os ὄντα (entes) são ἀίδια (sempre) (23ss.). ἀίδιον (o que é sempre) pertence à mesma raiz que ἀεί (eterno) e αἰών (eternidade), καὶ γὰρ τὸ ἀεὶ συνεχές (Mas ο que é sempre é contínuo – Física Q, 6; 259a16ss.). ἀεί, “incessantemente, perdurando”, designa “aquilo que se mantém coeso consigo, que nunca é interrompido”, αἰών (eternidade/presença) significa o mesmo que o tempo de vida, entendido como estar plenamente presente: τòν ἅπαντα αἰώνα (toda a eternidade) (De Caelo A, 9; 279b22). Todo ser vivo possui seu αἰών, seu tempo determinado de presença. No αἰών, expressa-se a extensão do presente do qual dispõe um vivente. No sentido mais amplo, αἰών significa a duração do mundo em geral, que é, segundo Aristóteles  , eterno, inengendrado e imperecível. Portanto, a existência tanto do vivente quanto do mundo na totalidade é determinada como [34] αἰών (eternidade/presente). E ο οὐρανός (céu) determina para o vivente o seu αἰών, o seu ser-presente. Além disso, os ἀίδια são πρóτερα τῇ οὐσίᾳ τῶν ϕθαρτῶν (Metafísica Q, 8; 1050b7), “ο que é sempre é anterior com vistas à presença em relação àquilo que é perecível”, àquilo que um dia veio a ser, ou seja, que não estava presente. Por isso, καὶ ἐξ ἀρχῆς καὶ τὰ ἀίδια (cf. 1051 a 19ss.), as ἀίδια (coisas eternas) são aquilo que constitui o início para todos os outros entes. Portanto, elas são aquilo que são propriamente. Pois para os gregos ser significa: presença, estar presente. Por isso, aquilo que é sempre no agora, o ente propriamente dito e a ἀρχή (o princípio), é a origem dos outros entes. Toda determinação de um ente é remetida, se é que ela deve ser, a algo que é sempre e compreendida a partir dele. [Heidegger  , GA19  :33-34]
LÉXICO: AION; aidios; eternidade; perennitas; perdurabilidade; sempiterno