Página inicial > Medievo - Renascença > Corbin (ICSIA): O «Deus criado nas crenças»

Corbin (ICSIA): O «Deus criado nas crenças»

segunda-feira 1º de agosto de 2022

      

É uma dupla Epifania   (tajalli  ) inicial que distende a tristeza   do Ser Divino, o «Tesouro   Oculto» aspirando sair de sua solidão   de desconhecimento: uma no mundo do Mistério (alam   al-ghayb), a outra, no mundo do fenômeno   (alam al-shahadat). A primeira é a Epifania do Ser Divino a si mesmo   e para si mesmo, nas essência arquétipas, as hecceidades eternas de seus Nomes que aspiram a sua Manifestação concreta. Isso, é a Efusão   sacrossanta (fayd aqdas) no plano ou na «Presença dos Nomes» (Hadrat al-Asma). A segunda, é a Epifania no mundo manifestado, quer dizer nos seres que são as formas ou os receptáculos epifânicos (mazahir) dos Nomes divinos  . É a Efusão santa, «hierática» e «hierofânica» (fayd moqaddas) fazendo aparecer à Luz estas formas que, como tantos espelhos, recebem o reflexo da pura Essência divina na medida de sua capacidade respectiva. Esta dupla Epifania é tipificada nos Nomes divinos «o Oculto e o Revelado, o Primeiro e o Último», da qual Ibn Arabi   ilustrará a verificação experimental em sua prática teosófica da Oração.


Ver online : Excertos de "A Imaginação criadora no sufismo de Ibn Arabi"