PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Karl Renz : Lúcifer - o portador da luz

Karl Renz : Lúcifer - o portador da luz

lundi 1er juin 2020

nossa tradução

O vácuo total, esse abismo, és. Essa escuridão do conhecimento?, és.

Não és a luz? de nada, porque isso se chama "Lúcifer". O que quer que traga luz é Lúcifer. Quem quer que te traga alguma coisa, prometa algum conhecimento, mesmo que seja a consciência ou a luz, prometendo algum conhecimento que pode acrescentar algo à tua natureza? - é tudo mentira.

Não pode adicionar algo ao que quer que sejas. Então, esta mentira de luz, esta luz de Lúcifer, que te diz : "Eu posso te trazer algo. Eu posso te ajudar. Eu posso te fazer mais feliz do que és. ’Eu posso trazer felicidade’, qualquer que seja, ’felicidade celestial do deus tralala’, ’divino’ ”... Até a ideia de ’amor divino’ é a ideia do diabo.

Todos os sistemas de crenças e iluminação imaginados - mesmo a ideia de "iluminação" - estão provindo daquele diabo novamente. Como se a iluminação pudesse adicionar algo à tua natureza ! Que ideia ? Sempre uma piada ! Estás falando contigo mesmo e criando esta imaginação demoníaca, e então ela fala contigo o tempo todo, e é algo promissor, mas nunca pode cumprir a promessa.

Nunca entregará o tesouro que és. És Isso que é o próprio Deus. Todos os ornamentos - o que quer que diga, até as promessas - ainda são de ouro. Eles não podem tocar em ti.

Então não acredites em ti mesmo. Nem podes confiar em ti mesmo. Esta é a beleza disto. Sempre existe esta imagem de ti mesmo : "Confie em mim. Eu te lidero. Confie em mim". Sempre falando. "Confie em mim. Eu posso entregar." Ha ! Não. Não podes nem confiar em ti mesmo, pois não há nem um Si mesmo em quem confiar, pois até a ideia de "Si" está provinda do mesmo. Não.

"Ufa. Absolutamente só. Ninguém em quem confiar. Nenhum Deus, nenhum Si. Ufa !" Mas este é o paraíso, a falta de Deus, a incapacidade, aquele "um sem segundo", este é o paraíso. Nem mesmo se conhecendo. A ausência ausência
Abwesenheit
Abwesung
absence
ausência
apousia
ἀποὐσία
total, mesmo de uma ideia de "Si" ou "Deus" ou qualquer coisa, é Isso que é, o que quer que signifique ...

Original

The total void?, that abyss, you are. That darkness of knowledge, you are.

You are not the light of anything, because that is called "Lucifer." Whatever will bring you light is Lucifer. Whoever brings you something, promises you some knowledge, even if it’s what is consciousness or light, promising some knowledge that can add something to your nature—it’s all a lie.

It cannot add something to whatever is you. So that lie of light, that Lucifer light, who tells you, "I can bring you something. I can help you. I can make you more happy than you are. ’I can bring bliss’, whatever, ’heavenly bliss of the god tralala’, ‘divine”… Even the idea of ’divine love’ is the devil’s idea.

All the imagined belief systems and enlightenment—even the idea of "enlightenment" – is coming out of that devil again. As if enlightenment can add something to your nature ! What an idea ? Always a joke ! You are talking to yourself, and you’re creating that devil imagination, and then it talks to you all the time, and it’s promising something, but it never can keep the promise.

It will never deliver the treasure you are. You are That which is God itself. All the ornaments – whatever it says, even the promises – are still gold. They cannot touch you.

So don’t believe yourself. You cannot even trust yourself. That’s the beauty of it. There’s always this image of yourself – "Trust me. I lead you. Trust me." Always talking. "Trust me. I can deliver." Ha ! No. You cannot even trust yourself, as there is not even a Self to trust, as even the idea of "Self" is coming out of the same whatever. No.

"Whew. Absolutely alone. No one to trust. No God, no Self. Whew !" But that’s paradise, that Godlessness, that helplessness, that "one without a second," that’s paradise. Not even knowing yourself. A total absence? even of an idea of "Self" or "God" or anything, you are That which is, whatever it means…


Voir en ligne : FACEBOOK FRIENDS OF KARL RENZ