PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Nisargadatta : ego

Nisargadatta : ego

dimanche 1er mars 2020

nossa tradução

Visitante : O que é ego? ? Por que ele pensa em si mesmo o tempo? todo? ?

Maharaj : Primeiro você tem o que é chamado? aham?-bhava - isto é, o sentido? do "eu?-sou". Mais tarde?, este sentido se identifica com a forma? de um? corpo?, quando é chamado aham-akar, a forma "eu sou"?. Isto é ego.

V : Por que não? desaparece nas pessoas ? Eles sentem que são os que praticam e querem ser? amados.

M : É o resultado natural? dos três gunas?. Enquanto o corpo é o produto da essência? alimentar, é o meio? pelo qual todos estes três gunas funcionam. O ego é a própria natureza? destes gunas. Enquanto um homem? pensa que é o autor, mesmo que não faça nada?, na realidade? todas as atividades são devidas aos gunas ; somente um jnani percebe isso e transcende o ego. O ego nunca é um título ou um nome?, mas apenas uma sensação? de "eu sou" anterior às palavras. O estado? de vigília, o estado de sono e o conhecimento? "eu sou" constituem um ego. Na ausência? destes três estados, o que você pensa que é ? Qual seria a evidência? para sua existência? ?

V : O ego não poderia ser devido a pensamentos? ?

M : Estes três estados são o resultado natural da existência ou da "propriedade?-eu-sou". Quem reconhece a existência transcende todos os três gunas, a saber? : sattva - consciência? ; rajas - qualidade? dinâmica? ; e tamas - reivindicando fazimento [doership]. Mas, para a manifestação? da consciência, um corpo alimentar é absolutamente necessário?. Sem esse? corpo, não pode haver consciência, os três gunas, nem mesmo os três estados - vigília, sono e conhecimento.

Original

Visitor : What is ego ? Why does it think about itself all the time ?

Maharaj : First you have what is called aham-bhava—that is, the “I-am” sense. Later, this sense identifies with the form of a body, when it is called aham-akar, the “I am” form. This is ego.

V : Why does it not disappear in people ? They feel they are the doers and they want to be loved.

M : It is the natural outcome of the three gunas. While the body is the product of food essence, it is the medium through which all these three gunas function. Ego is the very nature of these gunas. While a man? thinks that he is the doer, even though he does no action?, in reality all activities are due to the gunas ; only a jnani realizes this and transcends the ego. Ego is never a title or a name, but just a sense of “I am” prior to words. The waking state, the sleep state and the knowingness “I am” constitute an ego. In the absence of these three states, what do you think you are ? What would be the evidence for your existence ?

V : Could the ego not be due to thoughts ?

M : These three states are the natural outcome of the beingness or “I-am-ness.” One who recognizes beingness transcends all the three gunas, namely sattva—consciousness ; rajas—dynamic quality ; and tamas—claiming doership. But for the manifestation of consciousness a food body is absolutely necessary. Without such a body, there cannot be consciousness, the three gunas, nor even the three states— waking, sleep and knowingness. (NISARGADATTA. The Nectar of Immortality. Sri Nisargadatta Maharaj’s Discourses on the Eternal. Edited by Robert Powell, Ph.D.. San Diego : Blue Dove Press, 2001, p. 31-32)


Voir en ligne : The Nectar of Immortality