PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Karl Renz : não podes abandonar o que és

Karl Renz : não podes abandonar o que és

mardi 31 décembre 2019

nossa tradução

Quantas vezes disse que não há saída. Quantas vezes disse isso ? Mais do que qualquer outra coisa, digo que não há saída. E a única saída Absoluta por não ter saída é ser o que és e não podes abandonar o que és. Não há como deixar de ser o que és e és Isso. O que mais podes ser ? [...] Sendo isso o que és, não podes abandonar o que és - Isso é tudo. És a realidade que não pode abandonar a realidade. És isso o que é a natureza? que não pode abandonar a natureza e a natureza está se realizando nessa besteira artificial. Não pode se realizar como natureza. Só pode se realizar como besteira artificial. A arte que és só pode experimentar ela-mesma artificialmente. É toda artificial.

Original

How many times I have said that there’s no way out. How many times did I say that ? More than anything else I say that there’s no way out. And the only Absolute? way out by seeing no way out is by being what you are and you cannot leave what you are. There’s no way out of being what you are and you are That. What else can you be ? [...] Being that what is, you cannot leave that what is – that’s all. You are Reality that cannot leave Reality. You’re that what is nature who cannot leave nature and nature is realizing itself in this artificial bullshit. It cannot realize itself as Nature. It can only realize itself as artificial bullshit. The art you are can only experience itself artificially. It’s all artificial.


Voir en ligne : BLISSTEARS