Página inicial > Oriente > Renz (P:1) – evitar o vazio

Renz (P:1) – evitar o vazio

quinta-feira 8 de setembro de 2022

    

tradução

Q [Outro visitante]: Você poderia falar sobre evitar o vazio  ?

K: Isso é uma piada porque você é o vazio que quer evitar o vazio. Essa é a piada! Você tem medo daquilo que-se-é. Se é o vazio. E qual é a natureza do vazio? O vazio é a ausência   de quê?

Q: Tudo...

K: ...de qualquer coisa que você possa imaginar. Não há imaginação   no vazio. No vazio Absoluto, não há quem imagine algo que pode ser imaginado. É um vazio total – ausência absoluta de qualquer conceito do que se é e do que não se é. E você tem medo daquilo que se é, que é a ausência absoluta de qualquer presença do que é e do que não é – isso é uma piada! Você é Aquilo e tenta evitar esse Aquilo-que-se-é. E ao evitar Aquilo que-se-é, você sofre! Que piada! É inexplicável porque isto acontece.

Q: O que fazer?

K: Você só desistirá de evitar se for destruído por... o que quer que seja. Só pode ser feito por Quem-se-é... mas não por quem quer evitar algo. E tentar não evitar é alimentar aquele evitante. O que quer que você tente agora a partir dessa posição   não funciona. Mesmo tentando não evitar, é evitar a evitação. Então, eu sento aqui e digo a você que se tem que ser, apesar do esquivar, evitando o que pode ser evitado... o que é realmente inevitável. Então, eu sento aqui e digo que você não pode evitar ser o que se é. Então, apenas seja! Seja Aquilo que não se pode não ser, porque isso é inevitável, porque espera por você de qualquer maneira. Este fantasma que se ergue, desaparecerá novamente. Ele veio e terá ido – este evitante. Então, por que não ser Aquilo na presença dele ou na ausência dele? Por que esperar que desapareça? Um dia irá embora e você será a sobra novamente, porque a sobra não pode evitar a si mesma. Se é aquela Realidade que é inevitável.

E agora você se percebe como pessoa  , e daí? A pessoa veio e a pessoa vai embora... olá, adeus. Então, por que esperar que ela desapareça para se tornar o que se é? Você nunca se tornará isso porque nunca perdeu o que se é. Então, apenas seja isso! O colecionador fantasma coletará algumas ideias estúpidas no caminho  . Então se orgulhará de sua coleção   de ideias de dentro (insight) e de fora, mas por nada disso ele pode evitar que um dia se vá, e você ainda será o que se é. Toda a coleção das escrituras  , todos os insights, todas as verdades e todas as ideias vieram com este corpo e irão com este corpo; e você ainda será o que se é – nu como se é. Você não pode evitar ser Aquilo que você era antes, o que você é agora e o que você será. Então por que não ser agora? Aquilo que não tem nada a ganhar ou perder aqui! Vamos!

Então o que fazer? Não há nada a fazer além do inveitável ser o que se é, porque você não pode evitar existir como o que se é. E como você é Aquilo, você percebe a si mesmo   como o que quer que seja. Mas esperando que alguém como a Águia da conscientidade   [consciousness] se torne o que você é, você pode esperar para sempre. A águia sempre estará aí, como a conscientidade sempre tentando conhecer a conscientidade. A mente   sempre cuidará da mente  . Então, é melhor você não esperar que termine porque talvez seja tão infinito   quanto você. Imagine! Trindade   ou não... [Risos] Esperando Godot. Esperando que Deus   venha, mas Deus já está aqui.

Mas eu posso apenas blá, blá, blá sobre isso. Eu não posso fazer de você o que se é. Eu não posso te fazer, nem te desfazer. Não posso dar nada, não posso tirar nada de você. E daí? Eu só posso apontar para Isso, mas você tem que ser Isso. E não estar apaixonado pelo “eu” imaginário. Você tem que colocar todo o seu amor, toda a sua atenção   Naquilo que nunca precisa de atenção. Este paradoxo você não pode resolver. Porque a Existência   que se é nunca precisa de atenção para existir e essa existência que precisa de atenção para existir é falsa. Isso é tudo!

Original

Q [Another visitor]: Can you talk about avoiding the void?

K: That’s a joke because you are the void who wants to avoid the void. That’s the joke! You’re afraid about That What-you-are. You are the void. And what is the nature of the void? The void is the absence of what?

Q: Everything...

K: ...of whatever you can imagine. There’s no imagining in the void. In the Absolute void, there’s no one who imagines something what can be imagined. It’s a total void — absolute absence of any concept of what you are and what you are not. And you’re afraid of That what you are, which is the Absolute absence of any presence of What-it-is and What-it-is-not — that’s a joke! You are That and you try to avoid that What-you-are. And by avoiding that What-you-are, you suffer! What a joke! It’s unexplainable why that happens.

Q: What to do?

K: You will only give up avoidance if you are destroyed by... whatever. It can only be done by What-you-are... but not by the one who wants to avoid something. And trying not to avoid is feeding that avoider. Whatever you try now from that position doesn’t work. Even trying not to avoid, is avoiding the avoidance. So, I sit here and tell you that you have to be in spite of the avoider avoiding what can be avoided... which is actually unavoidable. So, I sit here and tell you that you cannot avoid being What-you-are. So, just be it! Be That what you cannot not be, because that’s unavoidable, because it waits for you anyway. This phantom that rises, will disappear again. It came and it will be gone – this avoider. So why not be That in the presence of it or in the absence of it? Why wait for it to be gone? It will be gone one day and you will be the leftover again because the leftover cannot avoid itself. You are that Reality which is unavoidable.

And now you realize yourself as a person, so what? The person came and the person will be gone... hello, goodbye. So why wait for it to disappear to become What-you-are? You will never become it because you never lost What-you-are. So, just be that! The phantom collector will collect some stupid ideas on the way. Then it will be proud of his collection of the inside (insight) and the outside, but by none of that he can avoid that he will be gone one day, and you still will be What-you-are. All the collection of the scriptures, all the insights, all truth and all ideas came with this body and will go with this body; and you still will be What-you-are – naked as you are. You cannot avoid to be That what you were before, what you are now and what you will be. So why not be it now? That which has nothing to gain or to lose here! Come on!

So, what to do? There’s nothing to do but just being that what is unavoidable because you cannot avoid to exist as that What- you-are. And as you are That, you realize yourself as whatever. But waiting for someone like the Eagle of consciousness to go to become What-you-are, you may wait forever. The eagle will always be there, like consciousness always trying to know the consciousness. Mind will always mind the mind. So, you better don’t wait for it to end because maybe it is as infinite as you are. Imagine! Trinity or not... [Laughter] Waiting for Godot. Waiting for God to come, but God is already here.

But I can just blah, blah, blah about it. I cannot make you What-you-are. I can neither make you, nor unmake you. I cannot give anything, I cannot take anything away from you. So what? I can only point to That but you have to be it. And not be in love with the imaginary ‘I’. You have to put all your love, all your attention to That what never needs attention. This paradox you cannot solve. Because the Existence you are never needs any attention to exist and that existence that needs attention to exist, is false. That’s all!


Ver online : KARL RENZ