Página inicial > Oriente > Renz (B:20-06-2018) – reencarnação

Renz (B:20-06-2018) – reencarnação

quinta-feira 8 de setembro de 2022

    

tradução

Q: A ideia de não ter continuidade   é um pouco assustadora…

K: Ele ainda está com medo e quer saber o que vem a seguir. Sem saída. Há sempre esta curiosidade e aí você olha para a luz  . As pessoas não se suicidam porque estão apenas com medo de terem perdido algo. Querem saber o que vem depois. Você não quer perder a festa, talvez haja alguma coisa e eu não quero perder, senão você já se mataria. O que segue? O que devo fazer a seguir? O que vem depois? Talvez eu perca alguma coisa. Então venho e pergunto se há alguém que está preocupado em dormir   profundamente mais tarde? Agora, quando você tem um corpo, pensa que está encarnado, então se preocupa com sua carne  . Então você tem um carnaval... a dança da carne. Aí você diz, nada me faz bem, quero ter outro corpo.

Q: Você acredita que a reencarnação existe?

K: Claro! Veja, a conscientidade   [consciousness] reencarna a cada momento, em todos os lugares. Este próximo momento é uma reencarnação da conscientidade do momento anterior  . Mas não há reencarnação pessoal. Não é ’você’ reencarnando. É a conscientidade reencarnando momento a momento, de novo e de novo, encarnação infinita de conscientidade... renascendo de novo e de novo. Este momento morre e o momento seguinte nasce de novo... sempre renascimento, renascimento, renascimento. Precisamos de algum anticoncepcional, pílulas anti-bebê para a conscientidade.

O buscador   está procurando uma pílula anti-bebê para a conscientidade porque quer parar o tempo. Ele quer parar a conscientidade, a quietude  , o silêncio. ‘Eu quero parar com isso. Estou farto deste momento e deste renascimento e do próximo momento e do momento chato, momentos intermináveis.” Tente mais. Você não terá sucesso. Este momento potencial cria o próximo momento e o próximo momento. História sem fim. Então, há reencarnação, mas ninguém reencarna porque não há ninguém encarnado aqui agora. Como alguém que não está encarnado aqui pode reencarnar? Tudo o que você pode experimentar é a conscientidade encarnando de novo e de novo. Mas nunca se cansa. Portanto, não há aposentadoria para você. [Apontando para um visitante]

Q: Mas você disse a ele que ele tem que se aposentar…

K: Você será aposentado.

Q: Uma vez você falou sobre a série de reencarnações…

K: Ele está tão preocupado com seu design genético. Ele sabe exatamente quanto percentual ele é italiano, alemão e o resto, ele sabe todos os números. Meu dedo é italiano, meu polegar talvez seja alemão. Ele está tão preocupado com a linhagem de onde vem. Suas costas são russas. [Risos]

Q: Eu simplesmente não consigo aceitar   que não há sentido nessa coisa toda…

K: Isso faz sentido. [Risos] Você não pode aceitar que nada faz sentido, tem que haver algum sentido. Ninguém pode aceitar que aqui tudo é por nada. É tudo por diversão. Ninguém pode aceitar isto, todos pensam que deve haver alguma razão  ; deve haver algum sentido. Eu não sofri por nada. Todo o tempo eu estava procurando e sofrendo e eu fui tão fundo em mim   mesmo e me penetrei da esquerda para a direita e tudo por nada? Eu fui tão fundo no vazio   e depois saí dele, e tudo por nada? Isso é demais. Eu tenho filhos... isto deve fazer sentido!’

Q [Outro visitante]: Está faltando alguma coisa aqui, parece que não entendi a piada...

K: Neste momento você é a piada e para a piada não é necessário entendê-la. Basta ser a piada.

Q: Seja o olho que não pode ver o olho...

K: Como disse Ramana  , seja o ’eu’ do ’eu’.

Original

Q: The idea   of not having any continuity is a bit scary…

K: He’s still afraid and wants to know what comes next. No way out. There’s always this curiosity and then you look towards the light. People have not killed themselves because they’re just afraid that they miss something. They want to know what comes later. You don’t want to miss the party, maybe there is something and I don’t want to miss it otherwise you’d kill yourself already. What next? What shall I do next? What comes next? Maybe I miss something. Then I come and ask is there someone who’s concerned in deep-deep sleep later? Now when you have a body, you think you’re incarnated, then you’re concerned about your carne (the Spanish word for ‘flesh’). Then you have a carnival… the dance of the flesh. Then you say, no rock is not good for me, I want to have another body.

Q: Do you believe that reincarnation exists?

K: Of course! Look, consciousness reincarnates every moment, everywhere. This next moment is a reincarnation of consciousness from the moment before. But there’s no personal reincarnation. It’s not ‘you’ reincarnating. It’s consciousness reincarnating moment by moment, again and again, infinite incarnation of consciousness… re-born again and again. This moment dies   and the next moment gets born again… always rebirth, rebirth, rebirth. We need some birth control, an anti-baby pills for consciousness.

The seeker is seeking an anti-baby pill for consciousness because he wants to stop time. He wants to stop consciousness, stillness, silence. ‘I want to stop it. I’m fed up with this moment and this rebirth and the next moment and the boring moment, never-ending moments.’ Try harder. You will not succeed. This potential moment creates the next moment and the next moment. Never ending story. So, there’s reincarnation but no one gets reincarnated because there’s no one incarnated here now. How can someone who’s not incarnated here get reincarnated? All what you can experience, is consciousness incarnating again and again. But never gets tired. So, there’s no retirement for you. [Pointing to a visitor]

Q: But you told him he has to retire…

K: You will be retired.

Q: Once you spoke about the string of reincarnations…

K: He’s so concerned about his genetic design. He knows exactly how much percentage he’s Italian, German and the rest, he knows all the numbers. My finger is Italian, my thumb is maybe German. He’s so concerned about the lineage he comes from. His back is Russian. [Laughing]

Q: I just cannot accept that there’s no sense   in this whole thing…

K: That makes sense. [Laughter] You cannot accept that nothing makes sense, there has to be some sense. No one can accept that it’s all for nothing here. It’s all for fun. No one can accept that, everyone thinks there must be some reason; there must be some sense. I have not suffered for nothing. All the while I was seeking and suffering and I went so deep in myself and penetrated myself from left to right and all for nothing? I went so deep into the void and then came out of it, and all for nothing? That’s too much. I have kids… that must make sense!’

Q [Another visitor]: I’m missing something here, I don’t seem to get the joke…

K: Right now you are the joke and for the joke it’s not necessary to understand the joke. Just be the joke.

Q: Be the eye that cannot see the eye…

K: Like Ramana said be the ‘I’ of the ‘I’.


Ver online : KARL RENZ