Página inicial > Medievo - Renascença > Rumi (Masnavi:I,3330) – forma e realidade

Rumi (Masnavi:I,3330) – forma e realidade

sábado 1º de outubro de 2022

      

tradução

O que é a forma na presença da (em comparação com) a realidade? Muito fraca. É a realidade do céu que a mantém de cabeça para baixo (como uma xícara invertida).
Julgue pela analogia   da roda celeste: de quem procede seu movimento  ? Da razão diretiva.
O movimento deste corpo semelhante a um escudo é (derivado) do espírito velado, ó filho  .
O movimento desse vento   é de sua realidade, como a roda que está presa à água do riacho.
O fluxo e refluxo e entrada e saída desta respiração — de quem ela procede senão do espírito que está cheio de desejo? (Mathnawī I 3330)

Nicholson

What is form in the presence of (in comparison with) reality? Very feeble. ’Tis the reality of the sky that keeps it upside down (like an inverted cup).
Judge by the analogy of the celestial wheel: from whom does its motion proceed? From directive Reason.
The motion of this shield-like body is (derived) from the veiled spirit  , O son.
The motion of this wind is from its reality, like the wheel that is captive to the water   of the stream.
The ebb and flow and incoming and outgoing of this breath—from whom does it proceed but from the spirit that is filled with desire?

(Mathnawi   I 3330)


Ver online : RUMI