Página inicial > Oriente > Blofeld (ZTHP) – Huang Po II

Blofeld (ZTHP) – Huang Po II

terça-feira 6 de setembro de 2022

    

tradução

2. Quanto a realizar as seis paramitas e um vasto número   de práticas semelhantes, ou ganhar méritos tão incontáveis ​​quanto as areias do Ganges, já que você é fundamentalmente completo em todos os aspectos, você não deve tentar suplementar essa perfeição com práticas tão sem sentido. Quando houver ocasião para eles, execute-os; e, quando a ocasião passar, permaneça quieto. Se você não está absolutamente convencido de que a Mente   é o Buda  , e se você está apegado a formas, práticas e desempenhos meritórios, seu modo de pensar é falso e bastante incompatível com o Caminho  . A Mente   é o Buda, nem existem outros Budas ou qualquer outra mente. É brilhante e imaculado como o vazio  , não tendo forma nem aparência. Fazer uso de suas mentes para pensar conceitualmente é deixar a substância   e se apegar à forma. O Buda Sempre-Existente não é um Buda de forma ou apego. Praticar as seis paramitas e uma miríade de práticas semelhantes com a intenção   de se tornar um Buda é avançar por etapas, mas o Buda Sempre-Existente não é um Buda de etapas. Apenas desperte para a Mente Única, e não há nada a ser alcançado. Este é o VERDADEIRO Buda. O Buda e todos os seres sencientes são a Mente Única e nada mais.

Blofeld

2. As to performing the six pāramitās1 and vast numbers of similar practices, or gaining merits as countless as the sands of the Ganges, since you are fundamentally complete in every respect, you should not try to supplement that perfection by such meaningless practices. When there is occasion for them, perform them; and, when the occasion is passed, remain quiescent. If you are not absolutely convinced that the Mind is the Buddha, and if you are attached to forms, practices and meritorious performances, your way of thinking is false and quite incompatible with the Way. The Mind is the Buddha, nor are there any other Buddhas or any other mind. It is bright and spotless as the void, having no form or appearance whatever. To make use of your minds to think conceptually is to leave the substance and attach yourselves to form. The Ever-Existent Buddha is not a Buddha of form or attachment. To practise the six pāramitās and a myriad similar practices with the intention of becoming a Buddha thereby is to advance by stages, but the Ever-Existent Buddha is not a Buddha of stages. Only awake to the One Mind, and there is nothing whatsoever to be attained. This is the REAL Buddha. The Buddha and all sentient beings are the One Mind and nothing else. [BlofeldHP  ]


Ver online : Huang-Po