PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Wei Wu Wei (PP:P1) : a ilusão suprema 1

Wei Wu Wei (PP:P1) : a ilusão suprema 1

mardi 31 mars 2020

tradução

Quem poderia haver a ser nascido, a ser vivido, a ser morto ?
O que poderia haver a ser trazido à existência? ou ser retirado à existência ?
Onde poderia haver um ’espaço’ em que a existência objetiva pudesse ser estendida ?
Quando poderia haver um ’tempo’ durante o qual a existência objetiva poderia ter duração ?

Essas noções, assim indagadas, pertencem a quem nunca considerou profundamente estas assunções fáceis e condicionadas, pois todas são imagens conceituais na mente?, cuja suposta factualidade é tão imaginária quanto qualquer miragem, alucinação ou sonho, e todas são experimentadas como tanto factuais e atuais.

Mas a ilusão? suprema não é a incidência de ’nascimento’, ’vida’ e ’morte’ como tal, mas a existência de qualquer entidade objetiva para experimentar essas ocorrências conceituais.

A ilusão acessória é a de extensão espacial e temporal, sujeita à qual a suprema ilusão de entidade é tornada possível e sem a qual nenhuma "entidade" poderia parecer sofrer qualquer experiência.

Original

Who could there be to be born, to be lived, to be killed ?
What could there be to be brought into existence or to be taken out of existence ?
Where could there be a ’space’ in which objective? existence could be extended ?
When could there be a ’time’ during which objective existence could have duration ?

These notions, so queried, belong to whoever has never profoundly considered these facile and conditioned assumptions, for all are conceptual images in mind, the supposed factuality of which is as imaginary as any mirage, hallucination, or dream, and all of which are experienced as both factual and actual.

But the supreme illusion is not that of the incidence of ’birth’, ’life’, and ’death’ as such, but that of there being any objective entity to experience these conceptual occurrences.

The accessory illusion is that of spatial and temporal extension subject to which the supreme illusion of entity is rendered possible and without which no ’entity’ could appear to suffer any experience whatever.


Voir en ligne : POSTHUMOUS PIECES [PP] - PREFACE [P]