Página inicial > Medievo - Renascença > Máximo, o Confessor — Ad Thalassium

Máximo, o Confessor — Ad Thalassium

sábado 30 de julho de 2022

    

As Quaestiones ad Thalassium datam dos anos 630-33 AD e consistem em respostas de Máximo a questões sobre aporias nas Escrituras, enviadas a ele por seu amigo líbio, “presbítero e higumeno” Thalassius, provavelmente em benefício de toda comunidade de monges a qual pertencia Thalassius. Um certo número   de questões é sobre problemas exegéticos levantados exegeses patrísticas anteriores, enquanto outros claramente refletem as preocupações dos monges em colher frutos espirituais de textos discrepantes ou obscuros. Máximo revela sua dívida com a tradição   hermenêutica de Alexandria, incluindo o princípio que o Espírito   Santo tenha inserido “obstáculos” (skandala) na Escritura para provocar a exploração dos mistérios profundos que encerra. Máximo demonstra também sua habilidade   para desenvolver doutrina espiritual dos múltiplos sentidos do texto escriturário. Suas respostas são ao mesmo tempo   profundamente teológicas e práticas.

Usamos tanto citações apresentadas em LITURGIA CÓSMICA e na tradução inglesa de Ad Thalassium 1, 2, 6, 17, 21, 22, 42, 60, 61, 64, reunidas em ON THE COSMIC MYSTERY OF JESUS CHRIST  .

Cabe ainda lembrar, segundo o compilador e organizador da versão francesa da Philokalia  , que algumas das Centúrias de Máximo o Confessor são compilações retiradas das "Quaestiones ad Thalassium", especialmente as Centúrias sobre a Teologia III (itens 48-100), IV, V, VI e VII (1-61).


VIDE: [http://www.ecclesia.com.br/biblioteca/pais_da_igreja/s_maximo_o_confessor_vida_e_obras.html-*26 - PERGUNTA 63 A TALÁSSIO: «UMA LÂMPADA PARA OS MEUS PASSOS É A TUA PALAVRA  , UMA LUZ NO MEU CAMINHO" (SL 118,105)»]

Ver online : On the Cosmic Mystery of Jesus Christ: Selected Writings from St. Maximus the Confessor