Página inicial > Antiguidade > Origenes Imagem e Semelhança

Origenes Imagem e Semelhança

domingo 20 de março de 2022

    

A IMAGEM E SEMELHANÇA DE DEUS   (liv. III, c. 6; P.G. 11, 333 - tradução Cirilo Folchs Gomes)

Depois de dizer Deus: "façamos o homem   à nossa imagem e semelhança  ", prossegue o narrador: "E o fez à imagem de Deus" sem acrescentar nada acerca da semelhança. Isto indica que em sua primeira criação o homem recebeu a dignidade   de imagem de Deus, mas que a perfeição da semelhança está reservada para a consumação   total, até que o mesmo homem, com seu trabalho   - próprio   esforço diligente   por imitação   - imitar a Deus, possa consegui-la. Desta sorte, lhe é dada desde o princípio a possibilidade da perfeição através   da dignidade da imagem, e depois, no final, através das obras que faz, o homem alcança a plena realização dela à homoiosis - semelhança de Deus. O apóstolo João declara estas coisas mais lucidamente ao dizer: "Filhinhos meus, ainda não conhecemos o que seremos, mas quando se nos revelar o referente a nosso Salvador   poderemos dizer sem dúvida: seremos como ele".