Página inicial > Antiguidade > Gregorio Nissa Pecado

Gregorio Nissa Pecado

domingo 20 de março de 2022

      

A "lei do pecado  "
Encontraríamos nas Escrituras muitos outros textos para condenar os hamartia - pecados ocultos nas almas. Esses vícios são maus e difíceis para se curar  : eles se tornam fortes nas profundezas da alma   a ponto de não ser possível extirpá-los e removê-los somente pelo zelo   e arete   - virtude do homem  . Só é possível quando, pela euche   - oração, conseguimos o poder do Espírito   para um agon   - combate comum ( Rm 15,13 ). Então poderá ser dominado esse kakon   - mal que se apresenta como um tirano em nosso interior  . O Espírito   nos ensina pela voz de Davi: "Purifica-me de meus pecados ocultos; guarda   o teu servo   do vício da hyperephania   - soberba" ( Sl 18,13.14 )

O homem é composto de dois   elementos  : a alma e o soma - corpo. O soma - corpo é a parte externa e a alma permanece no interior, como princípio de vida. O homem deve vigiar   sobre o seu corpo como sobre o templo   de Deus  , cuidando para que nenhuma falta visível venha atingi-lo, subjugá-lo e destruí-lo. A esse respeito, o Apóstolo nos faz a seguinte advertência: "Se alguém destrói o templo de Deus, Deus o destruirá" ( 1Cor 3,17 ). Quanto à alma, ó preciso protegê-la com a maior epimeleia   - atenção   para evitar que os kakia - vícios emergissem de suas profundezas e venham destruir as razões da piedade  , escravizando a alma, depois de tê-la cumulado de pathos   - paixões que a retalham secretamente.

Convém, pois, voltar-se para a alma e guardá-la diligentemente, como o general, que adverte e comanda: "Ó homem, guarda teu coração   com toda a epimeleia - atenção, porque nele está a fonte   da vida" ( Pr 4,23 ). Para guardar a alma, há o julgamento   da piedade, fortificado pelo phobos   - temor de Deus, a kharis - graça   do Espírito e as obras da arete - virtude. Aquele que assim arma e guarda a sua alma afasta facilmente os assaltos do tirano, a saber: a fraude   e a epithymia   - concupiscência, o hyperephania - orgulho e a orge   - cólera, e todos os impulsos perversos do mal, existentes no interior do homem.


Ver online : Philokalia