PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Shankara : Ignorância é identificação com o corpo

Shankara : Ignorância é identificação com o corpo

vendredi 23 février 2018

Excertos de Jóias da Sabedoria?

O Atman? é aquilo de que está penetrado o universo?, mas que nada? penetra ; que faz brilhar todas as coisas?, mas que todas as coisas não? podem fazer brilhar...

A natureza? da Realidade? una deve conhecer-se pela clara percepção? espiritual da gente mesmo ; não pode conhecer-se mediante um? pandit (homem? douto). Analogamente, a forma? da lua só pode conhecer-se pelos olhos da gente mesmo. Como poderia conhecer-se por outro? ?

Quem, a não ser? o Atman, é capaz de tirar as ligaduras da ignorância?, a paixão? e a ação? egoísta ?

A liberação não se pode alcançar, mas sim pela percepção da identidade? do espírito? individual com o Espírito universal?. Não pode alcançar-se nem pelo Yoga (adestramento físico?) nem pelo Sankhya (filosofia? especulativa), nem pela prática de cerimônias religiosas, nem pelo simples? estudo?...

A enfermidade não se cura? pronunciando o nome? de medicina, mas tomando remédio. A liberação não se alcança repetindo a palavra? "Brahma", a não ser experimentando diretamente o Brahma...

O Atman é o Testemunho? do espírito individual e de seu obrar. É o conhecimento? absoluto?...

O sábio? é o que compreende que a essência? do Brahma e do Atman é Consciência? Pura e adverte sua completa identidade. A identidade do Brahma e Atman é afirmada em centenas de textos sagrados...

Casta?, credo, família? e linhagem não existem no Brahma. Brahma não tem nome nem forma, transcende o mérito? e o demérito, está mais à frente do tempo?, o espaço? e os objetos da experiência? sensorial?. Tal é Brahma, e "você é Isso". Medita esta verdade? dentro de sua consciência.

Supremo mais à frente do poder expressivo das palavras, Brahma, contudo, pode ser apreendido pelos olhos da pura iluminação?. Pura, absoluta e eterna Realidade, tal é Brahma, e "você é Isso". Medita esta verdade dentro de sua consciência...

Embora Um, Brahma é a causa? de muitos. Não existe outra causa. E com todo? Brahma é independente? da lei? de casualidade. Tal é Brahma, e "você é Isso". Medita esta verdade dentro de sua consciência...

A verdade do Brahma pode ser compreendida intelectualmente. Mas (até nos que assim a compreendem) o desejo? de separação? pessoal está muito enraizado e é potente, pois existe antes do tempo começado. Cria a ideia? : "Eu sou? o autor, eu? sou quem experimenta." Esta ideia é a causa da servidão à existência? condicional, nascimento e morte?. Pode ser apartada só pelo ansioso esforço? por viver constantemente em união? com o Brahma. Pelos sábios, o desarraigar desta idéia e do anseio de separação pessoal é chamado? Liberação.

É a ignorância que nos faz identificarmo-nos com o corpo?, o eu, os sentidos ou algo que não seja o Atman. Sábio é o homem que vence esta ignorância por devoção? ao Atman...

Quando um homem segue o caminho do mundo?, o caminho da carne?, ou o caminho da tradição? (isto é, quando acredita nos ritos religiosos e a letra das escrituras, como se fossem intrinsecamente sagrados), o conhecimento da Realidade não pode surgir nele.

Os sábios dizem que este triplo caminho é como uma cadeia de ferro, que ata os pés daquele que aspira a escapar do cárcere deste mundo que se liberta da cadeia alcança a Salvação?.


Voir en ligne : SHANKARA