Página inicial > Modernidade > Santos Simbolismo 11

Santos Simbolismo 11

domingo 20 de março de 2022

    

ONZE
Neste sentido, o 11 pode ser interpretado como o tender a ofender a natureza das coisas, tender que é estimulado, que é tentado, dai o tentador, que simboliza o mal. Considerava Santo Agostinho   o 11 como a armadura do pecado  .

Também é o 11 visto apenas como um desequilíbrio, uma assimetria, como o vêem os chineses que atribuem (igualmente o expõe as leis de Manu dos hindus) ao homem  , 11 vísceras, dominadas pelas duas polaridades Yang (princípio masculino  , o Animus  , com 5) e Yin (princípio feminino, com 6 vísceras), o que afirma um desequilíbrio fundamental, no corpo, que é, por isso, transitório e corruptível  .

Tudo quanto tende a realizar a corrupção de uma coisa são as disposições prévias de que falavam os escolásticos, e elas surgem do equilíbrio-desequilíbrio, do equilíbrio dinâmico dos corpos, que conhecem apenas uma imitação   da harmonia  , nunca alcançando-a totalmente (como diria um pitagórico), pois a harmonia perfeita só se poderia dar pela fusão, identificação dos opostos  , o que se dá apenas na divindade  .

Dessa forma, todos os seres seriam corruptíveis. Mas o ser corruptível não implica uma corrupção necessária, pois o ser supremo poderia criar seres corruptíveis ou até destrutíveis, sem que sejam destruídos pela ação da sua vontade,

como se poderia concluir na angelologia, onde os anjos  , como leis das leis ou como seres espirituais, são incorrompíveis sem ser incorruptíveis.

Noutras concepções, como na teosófica, o 11 corresponde ao binário, pois sua soma é 2, o que é uma conclusão panteística.

Outros consideram o 11 como a união   do 10 cósmico   e da divindade transcendental. Neste caso, o 11 corresponderia às duas grandes unidades: a unidade   divina e a unidade cósmica, como união do ponto de partida o Um, e o ponto de chegada ao 1 cósmico, como corresponderia aos panteístas (tudo-em-Deus  ).