Página inicial > Medievo - Renascença > Erígena: Homilia sobre o Prólogo ao Evangelho de João

Erígena: Homilia sobre o Prólogo ao Evangelho de João

sexta-feira 29 de julho de 2022

    

De acordo   com Christopher Bamford, foi composta no final de sua vida (865-70). É uma meditação   lírica, polida e metafisicamente precisa, dos 17 primeiros versículos do Evangelho de S. João. Conhecida como A Voz da Águia, destinava-se à leitura na liturgia do Natal. Os muitos manuscritos — beneditinos e cistercienses — atestam sua popularidade durante a Idade Média quando, entretanto, era raramente atribuída a Erígena  . Dos cinquenta e quatro manuscritos examinados pelo tradutor francês, Jeauneau, apenas cinco   são atribuídos a Erígena. Muitos estudiosos do pensamento   de Erígenaa consideram como uma obra capital e madura de um filósofo-poeta de primeira ordem, o mais perfeito dos trabalhos de Erígena.

De um ponto de vista teológico, fala das funções divinas, cósmicas e humanas do Verbo  , Logos  , apresentando uma meditação profunda sobre o sentido e fim da criação. Para Jeauneau, a obra deve formar um tríptico começado pela Hierarquia Celeste de Dionísio e continuada pelo Periphyseon  . Em vinte-três breves capítulos (todos traduzidos em português abaixo), Erígena consegue digerir e transformar a herança clássica de Pitágoras e Platão, e unir estas com a visão   hebraica e profética de um Deus   Vivo, para apresentar uma mensagem de gnose cristã, única em seu significado mesmo em nosso tempo  .

Para sua devida apreciação apresentamos a seguir os 17 versículos do Evangelho de S. João, na versão da Vulgata, provavelmente sobre a qual Erígena nos conduz à reflexão   (em paralelo as versões de Chouraqui   e de Almeida). Seguimos com a tradução feita da excelente versão em inglês feita por Christopher Bamford, que a acompanha com um longo comentário que pretendemos, aos poucos, ainda incorporar à tradução dos capítulos.

Vulgata

1 in principio erat Verbum et Verbum erat apud Deum et Deus erat Verbum 2 hoc erat in principio apud Deum 3 omnia per ipsum facta sunt et sine ipso factum est nihil   quod factum est 4 in ipso vita   erat et vita erat lux hominum 5 et lux in tenebris lucet et tenebrae eam non conprehenderunt 6 fuit homo missus a Deo cui nomen erat Iohannes 7 hic venit in testimonium ut testimonium perhiberet de lumine ut omnes crederent per illum 8 non erat ille lux sed ut testimonium perhiberet de lumine 9 erat lux vera quae inluminat omnem hominem venientem in mundum 10 in mundo erat et mundus per ipsum factus est et mundus eum non cognovit 11 in propria venit et sui eum non receperunt 12 quotquot autem receperunt eum dedit eis potestatem filios Dei   fieri his qui credunt in nomine eius 13 qui non ex sanguinibus neque ex voluntate carnis neque ex voluntate viri sed ex Deo nati sunt 14 et Verbum caro factum est et habitavit in nobis et vidimus gloriam eius gloriam quasi unigeniti a Patre plenum gratiae et veritatis 15 Iohannes testimonium perhibet de ipso et clamat dicens hic erat quem dixi vobis qui post me venturus est ante me factus est quia prior me erat 16 et de plenitudine eius nos omnes accepimus et gratiam pro gratia 17 quia lex per Mosen data est gratia et veritas   per Iesum Christum facta est 18 Deum nemo vidit umquam unigenitus Filius qui est in sinu Patris ipse enarravit

Chouraqui

1 No Princípio, ele, o logos, e o logos, ele, para Elohîms, e o logos, ele, Elohîms. 2 Ele no princípio por Elohîms. 3 Tudo se torna por ele; fora dele, nada do que vem a ser se torna. 4 Nele a vida — a vida luz dos homens. 5 A luz ilumina nas trevas, e as trevas não a compreenderam. 6 E eis um homem  , um enviado   de Elohîms. Seu nome, Iohanân. 7 Vem para um testemunho, para testemunhar da luz, a fim de que todos possam aderir por meio dele. 8 Ele não era a luz, mas aquele que testemunha pela luz. 9 A luz, a verdadeira, que ilumina todo homem nascido no universo  , 10 ele, no universo, e o universo é engendrado por ele e o universo não o conheceu. 11 Ele veio para sua casa  , mas os seus não o acolheram. 12 A todos os que o recebem, ele deu o poder de tornarem-se filhos de Elohîms, aos que aderem a seu nome, 13 nascidos, eles, não do sangue  , não da vontade da carne  , não da vontade do homem, mas de Elohîms. 14 O logos tornou-se carne. Firmou sua tenda entre nós  . Contemplamos sua glória  , glória como a do filho   único junto ao pai, plena de bem-querer e de verdade. 15 Iohanân dá testemunho dele. Ele clama e diz: «Foi dele que eu disse: Vindo depois de mim, tendo sido antes de mim, pois anterior   a mim ele é!» 16 Sim, de sua plenitude   todos recebemos bem-querer após bem-querer. 17 A torá   foi dada por Moshè; o bem-querer e a verdade vieram através   de Iéshoua”, o messias. 18 Elohîms, ninguém jamais o viu; o único Elohîms no seio do pai leva a conhecer.

Almeida

1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. 2 Ele estava no princípio com Deus. 3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele, e sem ele nada do que foi feito se fez. 4 Nele estava a vida, e a vida era a luz dos homens; 5 a luz resplandece nas trevas, e as trevas não prevaleceram contra ela. 6 Houve um homem enviado de Deus, cujo nome era João. 7 Este veio como testemunha, a fim de dar testemunho da luz, para que todos cressem por meio dele. 8 Ele não era a luz, mas veio para dar testemunho da luz. 9 Pois a verdadeira luz, que alumia a todo homem, estava chegando ao mundo. 10 Estava ele no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, e o mundo não o conheceu. 11 Veio para o que era seu, e os seus não o receberam. 12 Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus; 13 os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do varão, mas de Deus. 14 E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós  , cheio de graça e de verdade; e vimos a sua glória, como a glória do unigénito do Pai. 15 João deu testemunho dele, e clamou, dizendo: Este é aquele de quem eu disse: O que vem depois de mim, passou adiante de mim; porque antes de mim ele já existia. 16 Pois todos nós recebemos da sua plenitude, e graça sobre graça. 17 Porque a lei foi dada por meio de Moisés; a graça e a verdade vieram por Jesus Cristo  . 18 Ninguém jamais viu a Deus. O Deus unigénito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer.


HOMILIA  

Ver online : JOÃO ESCOTO ERÍGENA