Página inicial > Medievo - Renascença > Rumi (Masnavi:II,1020) – pretensão de ver

Rumi (Masnavi:II,1020) – pretensão de ver

domingo 20 de março de 2022

      

tradução

Visto que vocês estão indo para (estão inclinados a) inanimação (mundanidade), quão vocês devem se familiarizar com a vida espiritual dos seres inanimados?
Vá (em frente) da inanimação para o mundo dos espíritos, ouça o barulho alto das partículas
do mundo.
A glorificação de Deus   por seres inanimados se tornará evidente   para ti; as dúvidas sugeridas
por (falsas) interpretações não te levará para longe (da verdade).
Uma vez que tua alma   não tem as lâmpadas (as luzes necessárias) para ver, tu fizeste
interpretações,
Dizendo: “Como deve a glorificação visível (de Deus) ser o significado pretendido? A pretensão de ver (essa glorificação) é uma fantasia errônea. (Mathnawi   II 1020)

Nicholson

For as much as ye are going towards (are inclined to) inanimateness (worldliness), how
shall ye become familiar with the spiritual life of inanimate beings?
Go (forth) from inanimateness into the world of spirits, hearken to the loud noise of the particles
of the world.
The glorification of God by inanimate beings will become evident to thee; the doubts suggested
by (false) interpretations will not carry thee away (from the truth).
Since thy soul hath not the lamps (the lights necessary) for seeing, thou hast made
interpretations,
Saying, “How should visible glorification (of God) be the meaning intended? The claim to see
(that glorification) is an erroneous fancy. (Mathnawi II 1020)


Ver online : RUMI