Página inicial > Antiguidade > Platão: Uma imagem da alma humana

Platão: Uma imagem da alma humana

sexta-feira 25 de março de 2022

Excerto das páginas 443-445, da tradução portuguesa da Fundação Calouste de "A República  " de Platão (588b-589c)

— Modelemos em pensamento uma imagem da alma, a fim de o autor daquelas palavras se aperceber do que disse.

— Que imagem? [c]

— Uma como a daquelas criaturas antigas da mitologia — a Quimera [1], Cila [2], Cérbero [3] — e muitas outras de quem se diz que tinham formas múltiplas num só corpo.

— Diz-se, realmente.

— Modela então uma criatura monstruosa, composita e policéfala, com cabeças de animais domésticos e selvagens a toda a volta, e capaz de alterar, ou de criar por si, todas essas formas.

— É obra para um escultor hábil. Mesmo assim, como o [d] pensamento é mais moldável do que a cera ou qualquer outra matéria dessa espécie, vamos modelá-la.

— E agora modela outra forma de um leão, e outra de um homem; mas que a primeira seja muito maior do que as outras e a seguir a segunda.

— Isso é mais fácil, e já está pronto.

— Reúne então essas formas, que são três, numa só, de maneira a formarem um todo, umas com as outras.

— Já estão reunidas.

— Cobre-as no seu todo, exteriormente, com uma forma única, a de um homem, de maneira que, a quem não [e] puder ver-lhe o interior, mas apenas aviste o invólucro exterior, pareça um só ser animado — um homem.

— Já estão cobertas.

— Digamos agora a quem sustentar que é útil a esse homem ser injusto, e que não lhe traz vantagem proceder com justiça, que o que ele faz não é mais do que declarar que lhe é útil alimentar e fortalecer o monstro de mil formas, o leão [589a] e o seu séquito, matando à fome e enfraquecendo o homem, de maneira que cada um dos outros o arraste para onde quiser, sem contribuir para os acostumar um ao outro nem para os tornar amigos; em vez disso, deixa-os morder-se entre si e devorar-se reciprocamente na luta,

— É isso mesmo que sustentará quem louvar a injustiça.

— Por outro lado, quem disser que é útil ser justo não estará a afirmar que se deve fazer e dizer aquilo de que [b] resulte que o homem interior tenha o máximo domínio sobre o seu todo e cuide da sua cria policéfala, como se fosse um agricultor, que alimenta e cultiva as espécies domésticas e impede de crescer as selvagens, fazendo da natureza do leão sua aliada, preocupando-se com todos em geral, tornando-os amigos uns dos outros e de si mesmo e sustentando-os desse modo?

— Quem louvar a justiça é exatamente assim que há-de falar.

— Logo, de todas as maneiras, quem fizer o elogio da [c] justiça falará verdade, e quem fizer o da injustiça mentirá. Com efeito, quem tiver em conta o prazer, a boa fama e a utilidade, se exaltar a justiça, fala verdade; mas, se a censurar, a sua crítica é malsã, pois não sabe o que critica.


Ver online : PLATÃO


[1O escoliasta descreveu assim a Quimera: «leão na frente, serpente atrás, cabra no meio».

[2Cila tinha voz de cadela, doze pés disformes, seis pescoços, cada um com uma cabeça terrível, dotada de três filas de dentes — segundo a descrição da Odisséia xii. 85-100.

[3O cão do Hades tinha cinquenta cabeças em Hesíodo, Teogonia 310-312; uma tradição posterior reduz esse número a três.