Página inicial > Imaginal > Daumal (CFAP) – A Vida dos Basílios - Basílio, o fragmentado

Daumal (CFAP) – A Vida dos Basílios - Basílio, o fragmentado

terça-feira 13 de setembro de 2022

    

Todavia este fragmentado nem sempre se desintegra completamente. Pode-se ve-lo, anos a fio, guardar uma espécie de individualidade. O que mantém junto os pedaços? O que faz que, me lembrando de ter nadado ou bebido água fresca, de ter experimentado medo ou cólera  , de ter lido um livro ou contado os pregos de uma porta  , pretenda que sou   eu quem fez ou sofreu estas ações ou estas paixões sem medida comum entre elas? Quem em mim   proclama, ironicamente, estas tiradas contínuas do gênero: «Detesto este poema», «Detesto arroz de vitelo»? Quem é o agente   de ligação?

É um tal de Basílio. O homem   o criou a sua imagem, a menos que seja o inverso. Mais ele não é maior que um piolho ou, mais proverbialmente, que um ácaro, embora no corpo humano onde ele reside só pode estar em um lugar a cada vez. (texto original)


Ver online : René Daumal