Página inicial > Antiguidade > Ação

Ação

quinta-feira 24 de março de 2022

poiein, praxis, ergon, energeia

Nos Tratados 42, 43 e 44 Plotino   trata dos gêneros do ser, abordando as categorias aristotélicas e estoicas, e apresentando sua proposição de categorias. Entre as categorias tratadas encontra-se a "ação" ou o "agir" (to poiein) e o padecer (to paskhein). Plotino   consagra oito capítulos do Tratado 42  , capítulos 15-22. Criticando certa imprecisão em Aristóteles  , Plotino   acha mais conveniente quando se aborda a categoria do agir, falar de "atividade", a atividade segundo a qual um ser age.

Da atividade, Plotino   avança naturalmente para o movimento (kinesis) que se encontra definido segundo Aristóteles   na Física (III, 2  , 201b31-32) como uma atividade incompleta, portanto ainda uma análise de uma espécie de atividade.


Para Brisson   & Pradeau   (2002 p.136), segundo Aristóteles  , a atividade, que é uma espécie de movimento, pode ser de dois tipos: transitiva, quando ela visa um fim e uma realização exteriores, ela é uma produção (poiesis); em revanche, a atividade imanente, que é a ação propriamente dita (a praxis ou bem a energeia), tem seu fim nela mesma (Ética a Nicômaco VI,4  ).