Página inicial > Antiguidade > Aristóteles — Uno

Aristóteles — Uno

quinta-feira 24 de março de 2022

9. Aristóteles acrescenta que Espeusipo, sucessor de Platão, evitou esta dificuldade porque, se bem que fazendo do Uno uma arche, não o identificou com o Bem (ibid. 1091b) mas fez desta o resultado de um processo evolutivo (ibid. 1072b-1073a). As opiniões de Espeusipo sobre as próprias archai são igualmente referidas. Substituiu os eide platônicos pela mathematika (Metafísica 1028b), derivando os números, conforme a prescrita maneira pitagórica, do Uno e da Pluralidade (ibid. 1085b, 1087b). O Uno de Espeusipo não é, pois, um princípio supremo num sistema monista, mas um de dois co-princípios do número. Xenócrates pertence à mesma tradição; fez dos eide números (1028b, 1069a, etc.) e derivou-os da Mônada e da Díade, baseado numa exegese do Timeu   35a (Plutarco  , De procr. an. 1012d). Prossegue identificando o Uno com o Pai e Zeus, o Primeiro Deus, nons, enquanto a Díade pode ser chamada a Mãe dos Deuses e a Alma do Mundo (Aécio I, 7  , 30).


Ver online : ARISTÓTELES