Página inicial > Arte e Simbolismo > Gusdorf Exegese Hermenêutica

Gusdorf Exegese Hermenêutica

terça-feira 22 de março de 2022

    

Georges Gusdorf   — As Origens da Hermenêutica
Da exegese   à hermenêutica

  • De Vico a Montesquieu
  • Uma teoria   dos conjuntos da compreensão  
  • A teoria dos climas e o determinismo do ambiente; uma inteligibilidade global da cultura, interiorizada pela Zeitgeist romântica
  • Crítica de Herder   e de Germaine de Stäel
  • Herder critica o progresso linear
  • Uma outra filosofia da história (1774)
  • Politeísmo dos valores culturais; reabilitação da Idade Média
  • Cada época expões a plenitude   do sentido
  • Civilização, no plural
  • Em direção   ao historismo romântico; a verdade   é filha do tempo  
  • O historiador está na história
  • Uma metodologia da simpatia compreensiva
  • Preâmbulo da diversidade das visões do mundo
  • Herder anti-Bossuet e anti-Voltaire
  • Riqueza   intrínseca da Bíblia em seus meios e mentalidades
  • Deus   falou a língua dos homens; é preciso ler a Bíblia humanamente, segundo a analogia   da humanidade
  • Uma verdade em diálogo   com o devir da humanidade
  • Desbloqueamento da hermenêutica
  • Descoberta do Jesus   histórico liberado da escatologia
  • Degelo da axiomática teológica, restituição do relevo humano de Jesus em seu tempo, transfigurado pelo evangelistas
  • Voltaire e Loyola
  • Nova leitura dos Evangelhos  , uma crítica diferencial
  • O Novo Testamento é um produto da fé
  • Primeiras interrogações sobre a personalidade de Jesus
  • Reencontrar o Jesus de antes da Cruz
  • Reimarus tenta desmitificar a lenda cristã
  • Uma análise estratigráfica do coletânea evangélico
  • O herói   e sua testemunhas
  • Jesus Judeu e seu fracasso; o cristianismo nascido da decepção dos discípulos e de sua projeção   escatológica
  • Uma problemática nova de Jesus em seu tempo, liberado da tradição  
  • Lessing, editor de Reimarus, entra no debate  
  • Herder e as tradições evangélicas
  • Jesus e a fé cristã anterior   aos Evangelhos
  • A Revelação muda de sentido, reencontra as etimologias judaico-cristãs
  • Uma nova fidelidade
  • A atualidade da fé ligada a sua historicidade
  • Reabilitação das tradições legendárias
  • O modo de pensar   mítico visado segundo uma perspectiva antropológica de gênese