Página inicial > Oriente > Wei Wu Wei (OS:37) – Eu-Eu: este universo que somos

Wei Wu Wei (OS:37) – Eu-Eu: este universo que somos

sexta-feira 2 de setembro de 2022

    

tradução

Quando sujeito   olha – sujeito vê objeto.
Quando sujeito é visto olhando para objeto
Sujeito se torna objeto e não mais é sujeito.
Quando sujeito olha para si mesmo  , não vê mais nada, pois não pode haver nada para ver, pois sujeito, não sendo objeto como sujeito, não pode ser visto.
Este é o “espelho  -vazio  ” – a ausência   de qualquer coisa vista, de qualquer coisa visível  , qua sujeito é.
Mas nem é “espelho” nem “vazio” nem nada.
Não é nem “isso”.
Essa é a transcendência   de sujeito e objeto – que é puro ser [is-ness].
Isso é o que é – a ausência total que é a presença de tudo o que parece ser.
Talvez pudesse ser dito melhor, mas há pouco mais a ser dito.
Nota: «eu-eu» era o termo de Sri Ramana Maharshi   para um Eu supremo.
O “espelho-vazio” é um espelho resplandecente que reflete o universo   fenomenal, revelando tudo e não retendo nada.

Original

When subject looks—subject sees object.
When subject is seen looking at object Subject becomes object, and is no longer subject.
When subject looks at itself, it no longer sees anything, for there cannot be anything to see, since subject, not being an object as subject, cannot be seen.
That is the “mirror-void”—the absence of anything seen, of anything seeable, which subject is.
But it is neither “mirror” nor “void” nor any thing at all.
It is not even “it.”
That is the transcendence of subject and object—which is pure is-ness.
That is what is—the total absence which is the presence of all that seems to be.
Perhaps it could be said better, but there can be little more to be said.
Note: I-I was Sri Ramana Maharshi’s term for an ultimate Self.
The “mirror-void” is a resplendent shining mirror which reflects the phenomenal universe, revealing every thing and retaining no thing.


Ver online : Wei Wu Wei – Open Secret