Página inicial > Oriente > Wei Wu Wei (OS:50) – Dito ainda mais simplesmente...

Wei Wu Wei (OS:50) – Dito ainda mais simplesmente...

quarta-feira 31 de agosto de 2022

    

tradução

Cada “coisa” perceptível é um produto da mente  .
O que somos como “coisas” é isso,
E o que somos outrossim senão como “coisas” é isso também.
 
Toda manifestação  , então, é um produto da mente  .
O que quer que sejamos como manifestação é um produto da mente.
Tudo o que possamos ser outrossim que não o que é manifestado
É a própria mente.
 
Uma vez que a mente só se manifesta na manifestação,
Ela mesma é não-manifestação.
Logo, isso é o que somos de outra forma que não como manifestado.
Assim nós, seres sencientes, somos a própria mente manifestando-se,
E, objetivamente, mente se manifestando como “coisas”.
 
Númeno, como o termo indica, é mente.
Fenômeno, como o termo indica, é a aparição.
Não manifestado, somos númeno,
Manifestado, somos aparição (fenômeno).
 
Eles não são separados, não são mais separados do que a substância   e sua forma.
A diferença   deles está na aparência, o que um tem e o outro não.
Por que é que?
Porque, ao se manifestar, a mente se divide em observador e observado.
O que se observa é aparição,
Seu observador é a contrapartida da aparição,
Aspectos duplos da mente manifestante.
 
Sabendo que o observado não tem existência
Além do observador,
Sabendo que o observador não tem existência
Além do observado,
Mente dividida é re-unida.
 
Então não há outro, então não pode haver si.
Então não há si, então não pode haver outro.
Sem extensão   no espaço, sem duração no tempo,
Em mente o que é inteiro,
Não há ser para sofrer  , para sentir dor   ou prazer,
 
Ido com seu ego, o flagelo da volição  ,
Mente como um conceito, totalmente ausente,
Pura numenalidade, ninguém para concebê-la,
Livre e radiante, é tudo o que somos.

Original

Every perceptible “thing” is a product of mind.
What we are as “things” is that,
And what we are otherwise than as “things” is that also.
 
Every manifestation, then, is a product of mind.
Whatever we may be as manifestation is a product of mind.
Whatever we may be otherwise than as what is manifested
Is mind itself.
 
Since mind is only manifest in manifestation,
Itself is non-manifestation.
So that is what we are otherwise than as manifested.
Thus we, sentient beings, are mind itself manifesting,
And, objectively, mind manifesting as “things.”
 
Noumenon, as the term states, is mind.
Phenomenon, as the term states, is appearance.
Unmanifested, we are noumenon,
Manifested, we are appearance (phenomenon).
 
They are not separate, no more separate than substance and its form.
Their difference is in appearance, which one has and the other has not.
Why is that?
Because, in manifesting, mind divides into observer and observed.
That which is observed is appearance,
Its observer is the counterpart of appearance,
Dual aspects of manifesting mind.
 
Knowing that the observed has no existence
Apart from the observer,
Knowing that the observer has no existence
Apart from the observed,
Divided mind is re-united.
 
Then there is no other, so there can be no self.
Then there is no self, so there can be no other.
Without extension in space, without duration in time,
In mind that is whole,
There is no being to suffer, to experience pain or pleasure,
To hate or to love.
 
Gone with its ego, the scourge of volition,
Mind as a concept, utterly absent,
Pure noumenality, none to conceive it,
Untrammelled and radiant, is all that we are.


Ver online : Wei Wu Wei – Open Secret