Página inicial > Oriente > Wei Wu Wei (AEB:4) – ISTO, em realizando a mente

Wei Wu Wei (AEB:4) – ISTO, em realizando a mente

domingo 28 de agosto de 2022

    

tradução

Quando o tempo para o universo   desaparece

É aqui o tempo todo precisamente porque é além do alcance do tempo; e não pode ser pego porque o tempo é intermitente.

É presente   em cada momento entre o tic-toc da manifestação   serial através da qual funciona indiretamente.

Nós sabemos disso eternamente. É o pano de fundo não apenas do pensamento   – como Maharshi   nos disse – mas de todo ato de vida.

É por isso que é função pura, e o que é função pura.

É muito claro e por isso é difícil de ver.
Um estúpido uma vez procurou uma fogueira com uma lanterna acesa.
Se ele soubesse o que era o fogo  ,
Ele poderia ter cozinhado seu arroz muito mais cedo.
—Mumon

É a função cuja manifestação dualista e temporal é viver  , o ato de toda ação, a origem   de todo pensamento, a base de toda percepção, não diretamente o que fazemos, o que pensamos, o que vemos, sujeito   ao Tempo, o que projetamos serialmente no sensorial como cada objeto fenomenal. É o próprio viver da vida, não a maneira como a vivemos objetivamente.

O desperto   pode viver diretamente (como o arqueiro ou espadachim “Zen” pode agir diretamente), “nós” vivemos indiretamente, mas mesmo a vida indireta é definitivamente isto – pois isto não o “marionete   de madeira  ”, o objeto, é tudo o que SOMOS.

“A mente   ou a boca não podem agir por conta própria”, disse Maharshi, “reconheça a força da Vontade Divina e fique quieto!” E de novo:

“A mente ou a boca não podem agir sem o Ser.”

Original

When Time stops the universe disappears

It is here all the time precisely because it is beyond the reach of time; and it cannot be held because time is intermittent.

It is present in every now-moment between the tic-toc of serial manifestation via which it functions indirectly.

We know it eternally. It is the background not only of thought—as Maharshi told us—but of every act of living.

That is why it is pure Function, and what pure Function is.

It is too dear and so it is hard to see.
A dunce once searched for a fire with a lighted lantern.
Had he known what fire was,
He could have cooked his rice much sooner.
—Mumon

It is the function whose dualistic and temporal manifestation is hving, the act of every action, the origin of every thought, the basis of every percept, not directly what we do, what we think, what we see, subject to Time, what we project serially in the sensing as each phenomenal object. It is the living itself of life, not the way we live it objectively.

The awakened can live directly (as the “Zen” archer or swordsman can act directly), “we” live indirectly, but even indirect living is ultimately it—for it, not the “wooden puppet,” the object, is all that we ARE.

“The mind or the mouth   cannot act of their own accord,” said Maharshi, “Recognise the force of the Divine Will and keep quiet!” And again:

“The mind or the mouth cannot act without the Self.”Quando o tempo para o universo desaparece

Está aqui o tempo todo precisamente porque está além do alcance do tempo; e não pode ser segurado porque o tempo é intermitente.

Está presente em cada momento entre o tic-toc da manifestação serial através da qual funciona indiretamente.

Nós sabemos disso eternamente. É o pano de fundo não apenas do pensamento – como Maharshi nos disse – mas de todo ato de vida.

É por isso que é função pura, e o que é função pura.

É muito caro e por isso é difícil de ver.

Um burro uma vez procurou uma fogueira com uma lanterna acesa.

Se ele soubesse o que era o fogo,

Ele poderia ter cozinhado seu arroz muito mais cedo.

—Mumon

É a função cuja manifestação dualista e temporal está viva, o ato de toda ação, a origem de todo pensamento, a base de toda percepção, não diretamente o que fazemos, o que pensamos, o que vemos, sujeito ao Tempo, o que projetam-se em série no sensoriamento como cada objeto fenomenal. É o próprio viver da vida, não a maneira como a vivemos objetivamente.

O desperto pode viver diretamente (como o arqueiro ou espadachim “Zen” pode agir diretamente), “nós” vivemos indiretamente, mas mesmo a vida indireta é, em última análise, isso – pois não o “marionete de madeira”, o objeto, é tudo o que temos. SÃO.

“A mente ou a boca não podem agir por conta própria”, disse Maharshi, “reconheça a força da Vontade Divina e fique quieto!” E de novo:

“A mente ou a boca não podem agir sem o Ser.”


Ver online : Wei Wu Wei – All else is bondage