Página inicial > Arte e Simbolismo > Sol Espiritual

Sol Espiritual

domingo 20 de março de 2022

      

Sol   Inteligível
Hermetismo Cristão
David   Fideler
Excertos de “Jesus Christ  , Sun of God   Publisher: Quest Books”
Posto que o Logos   representa o coração   do padrão cósmico   e da fonte   de existência, seu emblema é o Sol, a fonte de Vida e de Luz. Onde este simbolismo originou em um sentido histórico é difícil de afirmar  , como um antigo cosmologista poderia dizer, está eternamente revelado pela natureza do Universo  . No entanto, Platão usou a imagem do Sol para representar a ideia do uno  , do Bem e do Belo, vistos como a fonte da (Existência e do Ser.

O que sabemos como certo é que nas escolas pitagóricas e platônicas de Alexandria, o Sol veio a ser tomado como portal ligando as esferas sensível   e inteligível, as ordens material e espiritual da existência. Helios era visto como o coração do padrão celestial, e seu aspecto físico era considerado como a manifestação inferior   de um princípio superior que poderia ser caracterizado como a Ideia do Logos Solar. Esta doutrina particular permeou toda a cosmologia helênica de um forma ou outra, influenciando o pensamento   científico, metafísico e teológico.

Como Deus, o sol eternamente doa de si sem sequer diminuir, assim se estabelece como o mais perfeito símbolo da inefável Primeira Causa  . No entanto, entre os ilustrados, o sol ele mesmo nunca foi tomado como representante da Primeira Causa, e era meramente visto como sua imagem e manifestação a um nível inferior de ser, dentro dos confins do espaço   e tempo  . Em um sentido poético, entretanto, não se disputava com a asserção que o sol é, de maneira material, o deu do universo físico. Por estas linhas, os escritos do Hermetismo sugerem que se deve ver o sol "como um segundo Deus, regendo todas as coisas, e dando luz a todas as coisas vivas no Cosmos, dispondo ou não de almas". Do mesmo modo, em um sentido científico, poucos questionariam o Hino a Hélios de Orfeu  , que identifica o sol como a "luz de vida", um epíteto que tem seu paralelo com as linhas de abertura do Evangelho de João (No princípio era o Verbo  ).