Página inicial > Arte e Simbolismo > Ibn Arabi (SP): Dagli - identidades imutáveis

Ibn Arabi (SP): Dagli - identidades imutáveis

domingo 24 de abril de 2022

tradução

Cada identidade imutável é uma forma (surah) de uma divina Qualidade ou Nome no conhecimento de Deus, o que vale dizer que Deus tem conhecimento Dele mesmo ou de Seus Nomes. Os Nomes sendo infinito, as identidades também são infinitas. Os Nomes divinos   eles mesmo são elencados em uma hierarquia, cada um possuindo seu próprio escopo ou domínio único. Nomes tais como o Santo (al-Quddus), o Real (al-Haqq), e o Todo-Misericordioso (al-Rahman) denotam a Essência como tal, enquanto Nomes tais como o Clemente (al-Halim) e o Sutil (al-Latif) pretendem denotar Qualidades, enquanto ainda outros Nomes tais como o Criador (al-Khaliq) e o Dador da Morte (al-Mumit) denota Atos de Deus. Entretanto, certos Nomes são condições para outros Nomes devido à condicionalidade das Qualidades. Conhecimento é uma condição para Vontade, e Vontade para Poder. Ou seja, Deus não pode querer a menos que Ele conheça, e Ele não pode exercer Seu poder a menos que Ele tenha uma vontade para assim fazer. Outros Nomes tais como o Primeiro, o último, o Interior-Exterior - Interior e o Exterior são condicionados pela relacionalidade, posto que a presença de um demanda a presença de sua contraparte. Deus como o real é mais abrangente do que Deus como Criador, enquanto o escopo do Criador é maior que aquele do Dador da Vida ou do Dador da Morte. No caso do Primeiro ou do Último, a limitação e escopo decorre do próprio relacionamento de um Nome a outro.

Original

Each immutable identity is a form (sūrah) of a divine Quality or me in the knowledge of God, which is to say that God has knowledge of Himself or of His Names. The Names being infinite, the identities are also infinite. The divine Names themselves are arrayed in a hierarchy, each possessing its own unique scope or domain. Names such as the Holy (al-Quddūs), the Real (al-Haqq), and the All-Merciful (al-Rahmān) denote the Essence as such, while Names such as the Clement (al-Halim) and the Subtle (al-Latīf  ) are meant to denote Qualities, while still other Names such as the Creator (al-Khāliq) and Giver of Death (al-Mumit) denote Acts of God. Moreover, certain Names are conditions for other Names owing to the conditionality of Qualities. Knowledge is a condition for Will, and Will for Power. That is to say, God cannot will unless He knows, and He cannot exercise His power unless He has a will to do so. Other Names such as the First, the Last, the Inward, and the Outward are conditioned by relationality, since the presence of one demands the presence of its counterpart. God as the Real is more encompassing than God as Creator, while the scope of the Creator is greater than that of the Giver of Life the Giver of Death. In the case of the First or the Last, the limitation in scope stems from the very relationship of one Name to another. [DagliRW  ]


Ver online : IBN ARABI - FUSUS