Página inicial > Modernidade > Harada (IF:51) – fenômeno

Harada (IF:51) – fenômeno

quinta-feira 23 de setembro de 2021

    

Usualmente entendemos por fenômeno algo ou alguém, cujo ser ou atuação aparece num aspecto extraordinário. A esse aspecto, gostamos de chamar de fantástico [1]. Nas palavras fenômeno e fantástico aparece o verbo   grego phainesthai que significa aparecer  . Aparecer é mostrar-se, vir à luz.

É comum, representar o aparecer como movimento   de algo que estava escondido, atrás ou dentro de uma outra coisa, dela sair e vir para frente ou para fora.

O aparecer do fenômeno, no entanto, não diz respeito ao relacionamento entre duas coisas: entre a fachada e o que se oculta atrás dela. Refere-se antes à auto-apresentação ou auto-presentação ou à intensificação de uma presença  . Nesse sentido, é algo como luzir, incandescer. É tomar corpo, crescer no sentido da expressão   cresça e apareça. É, pois surgir  , crescer e se consumar, vindo a si, tornando-se presença. [HARADA  , Hermógenes. Introdução à Filosofia. Exercícios, ensaios e anotações de um principiante amador. Teresópolis: Daimon  , 2009, p. 51]


[1É interessante talvez observar que para nós hoje, o fenômeno é entendido como que à luz da ribalta, no esplendor de um show ou na publicidade!