PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Ocidente > Baruch Espinosa (1632-1677) > Espinosa (TRE:158-162) – BEM SUPREMO E RAZÃO

Tratado da Reforma do Entendimento

Espinosa (TRE:158-162) – BEM SUPREMO E RAZÃO

trad. de Roland Caillois

samedi 11 septembre 2021

Excertos de B. Espinosa, Tratado da Reforma do Entendimento, trad. de Roland Caillois, in Obras Completas, 1954, pp. 158-162.

1. — Quando a experiência? me ensinou que os acontecimentos ordinários da vida? são fúteis e vãos e me apercebi de que tudo que era para mim causa? ou objeto? de receio não? tem em si mesmo nada? de bom? ou de mau, a não ser? na medida? da comoção que excita na alma?, resolvi, finalmente, indagar se existia um? bem? verdadeiro? e susceptível de se comunicar, qualquer coisa? enfim cuja descoberta? e posse? me trouxessem para sempre um júbilo contínuo? e soberano. ...

O que nos ocupa mais frequentemente na vida e que os homens, como pode concluir-se dos seus atos, consideram ser o bem? supremo pode reduzir-se a três coisas? : riqueza?, fama, prazer? dos sentidos.

Ora cada um deles distrai o espírito? de tal modo? que mal? pode pensar? noutro bem.

4. — Pelo prazer sensual se detém a alma como se repousasse num bem verdadeiro, o que a impede em absoluto? de pensar noutra coisa ; após o prazer vem a extrema tristeza, que, se não suspende o pensamento?, perturba e embota. A busca da fama e da riqueza não absorve menos o espírito, sobretudo quando a riqueza é desejada por si mesma, conferindo-lhe, então, a categoria? de bem supremo.

5. — Mas a fama absorve o espírito de maneira muito mais exclusiva ainda : porque sempre é considerada como bem em si mesma e como fim? derradeiro para que tudo converge. Além? disso, a fama e a riqueza não contêm em si próprias o castigo como o prazer ; ao contrário, quanto mais se tem uma ou outra, mais cresce a alegria? experimentada. De onde a consequência? de sermos cada vez mais incitados a acrescentá-las. Se, pelo contrário, em alguma ocasião? somos iludidos na nossa esperança?, ficamos profundamente tristes. A fama, por derradeiro, é ainda grande estorvo, porque para a alcançar temos de orientar necessariamente a vida em conformidade com a maneira de ver dos homens, quer dizer, evitar o que eles comumente evitam e buscar o que eles buscam. ...

12. — Limitar-me-ei a dizer aqui brevemente o que entendo por um verdadeiro bem e também o que é o bem supremo. Para o entender com retidão?, devemos notar que bom e mau se dizem num sentido? puramente relativo?. A ponto? de uma só e mesma coisa ser tida por boa ou má segundo os aspectos que consideramos ; o mesmo sucede com o perfeito? e o imperfeito. Coisa alguma, efetivamente, pode ser dita de natureza? perfeita ou imperfeita. Sobretudo quando se perceba que tudo quanto acontece se produz de acordo? com uma ordem? eterna e com leis determinadas da natureza.

13. — Entretanto, como o homem?, na sua fraqueza, não abarca essa ordem pelo pensamento e concebe alguma natureza humana muito superior? à sua, e, ao mesmo tempo?, não vê impedimento na aquisição de uma semelhante?, é levado a procurar meios que o conduzam a essa perfeição? : tudo o que servir de meio? a lá chegar é denominado verdadeiro bem. E o supremo bem consiste em chegar a fruir, com outros indivíduos se possível?, dessa natureza superior. O que é essa natureza, havemos de vê-lo a seu tempo : é o conhecimento? da união? do espírito com a natureza inteira.

Tal é, pois, o fim a que tendo : alcançar essa natureza superior e fazer quanto puder para que outros a alcancem comigo ; porque é ainda uma parte? da minha felicidade? trabalhar para que muitos conheçam claramente o que é claro para mim, de maneira que o seu entendimento? e o seu desejo? se harmonizem plenamente com o meu próprio? entendimento e o meu próprio desejo. Para lograr esse? fim é necessário? ter? da natureza um conhecimento que baste à aquisição dessa tal natureza humana e, também, formar uma sociedade? apropriada a que o maior número? possível de homens alcancem o fim tão fácil e seguramente quanto puder ser.