PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Karl Renz : gratidão

BLISSTEARS

Karl Renz : gratidão

25th July 2018 Talk 1

jeudi 9 avril 2020

nossa tradução

Q : Tentamos ter uma ideia fixa, Deus é assim ...

K : Se queres aprisioná-lo em um conceito fixo, ele mostrará como ele está fixo ... no momento em que desejas controlá-lo. Mesmo orando, queres controlá-lo. Ele odeia isto, se perguntares a ele. Eu odiaria que alguém orasse quando ele quer alguma coisa. São apenas negócios.

Q [Outro visitante] : Isso é implorar e não orar ...

K : Tudo é implorar. Toda oração está implorando. Apenas fique quieto, então o agradas.

Q : Ou diga obrigado ...

K : Obrigado, é a maior besteira que podes dizer a ele, como se ele tivesse te dado algo. Como se ele quisesse te dar uma coisa. Quem pensas que és, que podes agradecer a Deus ? A arrogância precisa ser espancada.

Q [Outro visitante] : não é isto gratidão ?

K : Gratidão é a maior besteira de todos os tempos. Gratidão por quê ? Então dizes que alguém é abençoado por Deus porque recebeu mais coisas de Deus - gratidão ! Sempre arrogância e sempre se separando e sendo especial para outra pessoa. Sempre soa bem, mas é tudo besteira.

É incrível o que esse pequeno fantasma sempre cria. "Eu tenho muita gratidão, Deus me ama." Cuidado quando Deus te ama, serás amado até a morte. Se Deus faz sexo contigo, cuidado !

Q : Isto acontece ? [Riso]

K : Algumas pessoas afirmam : ’Deus veio até mim, desde então eu estou cheio de gratidão. Eu me abri para Deus e então ele entrou em mim.’ Quando alguém pensa que é abençoado por alguma coisa, é realmente uma armadilha.

Q : Mas quando há gratidão ...

K : Não há gratidão. Já confirmas que és escravo de outra pessoa quando precisas agradecer a Deus ou a alguém ; isso é escravidão. É uma sensação de escravidão que tens que agradecer a alguém por alguma coisa. Que és escravo de um mestre ou algo assim, ou escravo de um guru. Talvez a gratidão venha naturalmente, mas ainda confirmas alguém aí. É uma armadilha confirmar aquele que está recebendo algo de alguém. É louco ! Então te sentes especial e abençoado e, em seguida, ficas mais separado da vida.

Q : É um sentimento? bom ...

K : Bons sentimentos são sempre mentiras. Os bons sentimentos são sempre armadilhas. Bênçãos especiais e experiências felizes são as maiores armadilhas do mundo?.

Q : Felicidade ...

K : É uma felicidade falsa. Achas que a felicidade não é uma armadilha ? Merda acontece. Sua história de ser um buscador e tudo o que faz é parte disto. O que fazer ? Como estar em uma água quente e se sentir bem. Então a água fica gelada novamente. Mas para quem eu digo isso ? Todas as armadilhas são feitas por ti. E todos são escravos para ti. És o mestre e o escravo. És escravizado por ti mesmo. Quem se importa em ser escravizado por si mesmo ? Mas tens que ser tudo isso, o mestre e o escravo. Sempre será como escravidão e estupro. Sentes-te estuprado por fazer algo que nunca quis fazer. Mas quem se importa em ser estuprado por Isso-que-és ? Sendo o estuprador estuprando o estuprado. O mestre, o escravo e a escravidão. Mas o que fazer ? Gratidão ... palavras famosas ... e eu sempre sinto muito por destruí-las. Exterminador – matando o que está no tempo. É uma felicidade falsa que procuras o tempo todo, porque a felicidade é tua natureza? e nunca pode ser conquistada por ninguém. Nunca é dada por nenhum maldito mestre, eu lhe digo.

E fique feliz com isso porque nenhum mestre, nenhum guru ou guru especial purnima pode ajudá-lo. Isso-que-és nunca necessitou algum destes guru, guru, guru. O que mais posso dizer para mim mesmo ? Devo dizer-lhe que deve ir a este mestre e aquele mestre e se escravizar e depois se tornar o que és ? Então eu realmente me mataria ! Conversando com um eu dependente e tornando-o mais dependente. Há um punhado de pessoas, nem mesmo um punhado. Nisargadatta Nisargadatta Nisargadatta Maharaj (1897-1981), guru indien de la doctrine de l’Advaita Vedānta, ou non-dualité. disse : não estou aqui para fazer porra de discípulos ; estou aqui para fazer gurus. Estou falando ao guru e falando ao "eu sou?", talvez sejas Isso-o-que-és. Mas não por ter discípulos ao meu redor sugando o que pode ser sugado. Ninguém tem que ter gratidão por estar por perto. Prefiro tirar tudo de ti do que te dar qualquer coisa.

Original

Q : We try to have a fixed idea, God is like this...

K : If you want to entrap him into a fixed concept he would show you how fixed he is... the moment you want to control him. Even by praying you want to control him. He hates that actually, if you ask him. I would hate that someone prays when he wants something. It’s just business.

Q [Another visitor] : That’s begging and not praying...

K : It’s all begging. Every prayer is begging. Just be quiet, then you please him.

Q : Or say thank you...

K : Thank you is the biggest bullshit you can tell him, as if he has given you something. As if he would care to give you something. Who do you think you are who can thank God ? Arrogance needs to be beaten up.

Q [Another visitor] : Isn’t that gratitude ?

K : Gratitude is the biggest bullshit ever. Gratitude for what ? Then you say that someone is blessed by God because he got more things from God – gratitude ! Always arrogance and always being apart and being special to someone else. It always sounds good but it’s all bullshit.

It’s amazing what this little phantom always come up with. ‘I have so much gratitude, God loves me.’ Watch out when God loves you, you will be loved to death. If God has sex with you, watch out !

Q : Does that happen ? [Laughter]

K : Some people claim, ‘God came to me, since then I’m full of gratitude. I opened myself up to God and then he went into me.’ When one thinks he’s blessed by something, it’s really a trap.

Q : But when there’s gratitude...

K : There’s no gratitude. You already confirm that you are a slave of someone else when you have to thank God or someone ; that’s slavery. It’s a sensation of slavery that you have to thank somebody for something. That you are a slave of a master or something, or a slave of a guru. Maybe the gratitude comes naturally but still you confirm someone there. It’s a trap to confirm one who’s getting something from somebody. It’s crazy ! Then you feel special and blessed and then you are more apart from life.

Q : It’s a good feeling...

K : Good feeling are always lies. Good feelings are always traps. Special blessings and blissful experiences are the biggest traps on earth.

Q : Happiness?...

K : It’s a fake happiness. You think happiness is not a trap ? Shit happens. Your story of being a seeker and all that is part of it. What to do ? Like being in a warm water and feeling nice. Then the water gets freezing again. But who do I tell that to ? All the traps are made by yourself. And all are slaves for yourself. You are the master and the slave. You’re enslaved by yourself. Who cares being enslaved by oneself ? But you have to be all of that, the master and the slave. It will always be like slavery and rape. You feel raped to do something what you never wanted to do. But who cares being raped by what one is ? Being the raper the raping the raped. The master, the slave and the slavery. But what to do ? Gratitude... famous words… and I’m always so sorry to demolish them. Terminator – killing whatever is in time. It’s a false happiness you’re looking for all the time because happiness is your very nature and can never be gained by anyone. Never be given by any fucking master I tell you.

And be happy about it that no master, no guru or any special guru purnima cannot help you. What-you-are never needed any of this guru, guru, guru. What else can I tell to myself ? Shall I tell him that you should go to this master and that master and get yourself enslaved and then maybe you become what you are ? Then I would really kill myself ! Talking to a depending self and making him more depending. There are a handful of people, not even a handful. Nisargadatta said I’m not here to make bloody disciples ; I’m here to make gurus. I’m talking to the guru and by talking to I am, maybe you are that what-you-are. But not by having disciples around me sucking whatever can be sucked. No one has to have any gratitude by being around. I would rather take everything away from you than give you anything.


Voir en ligne : BLISSTEARS