PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Oriente > Nisargadatta : não sou o sentimento de consciência

CONSCIOUSNESS AND THE ABSOLUTE

Nisargadatta : não sou o sentimento de consciência

12 de janeiro de 1981

jeudi 23 janvier 2020

12 de janeiro de 1981

nossa tradução

Questionador : As experiências espirituais que tenho são algo que não? deveria estar? aí ? O que é isso ?

Maharaj : É tudo entretenimento. Estás presente aqui ; não é teu corpo? o resultado do entretenimento de alguém ? Desde que saibas que as experiências são apenas aparições na consciência?, está tudo certo.

Entender não é questão? de tempo?. Se realmente percebes a verdade?, ela é simples? e rapidamente entendida.

A presença? consciente? depende do corpo, e o corpo nada? mais é do que esperma e óvulo ; então, onde está esse? "tu" ? Esse corpo é como um? instrumento? que diz "eu sou"?, como um locutor. Atualmente pensas que és o corpo-mente?, e quaisquer conceitos? que colecionaste estão fluindo. Quando começas a espiritualidade, rejeitas o corpo-mente com "Eu? não sou isso". Então vens ao "Eu Sou" somente, sem palavras. Então és tudo, não estás confinado ao corpo.

Por causa? do instrumento do corpo, esse sentimento? de consciência é aí e eu, o Absoluto?, não sou isso.

Tendo estabilizado na consciência, o próximo? passo é estar em posição? de observar a consciência e toda a encenação que está acontecendo na consciência, apenas para entender. O apego ao corpo e à consciência é muito forte ; livrar-se dele é muito difícil.

O princípio? do nascimento, a substância? química em torno da qual a formação? do corpo ocorre, não tem forma? ou design e, na verdade, não existia. Aquela coisa? inexistente surgiu de repente. Qual é a validade? de sua existência? ? É apenas uma aparição, não pode ser? a verdade. É por isso que ouso falar? assim. Esta é uma grande farsa, uma grande fraude, criada a partir do nada. Podes criar algo do nada ?

Tudo o que disse está firmemente plantado nesse princípio de nascimento de ti, não podes extraí-lo. No devido tempo, proliferará em conhecimento?.

Não quero a vida?, nem por um momento?, mas nessa vida momentânea há tantas vidas.

Não tenho medo da morte?. Com a morte a imperfeição é removida. Consciência, o estigma da imperfeição se vai. O que resta é a perfeição? total.

Não há garantia? de que te encontrarei amanhã, mas a realidade? é que não há separação? alguma entre tu e eu, porque somos um. Não imagine alguma separação.

Original

Questioner : The spiritual experiences which I have, are they something which should not be there ? What is it ?

Maharaj : It is all entertainment. You are present here ; is your body not the result of someone’s entertainment ? So long as you know that the experiences are only appearances in consciousness, it is all right.

Understanding is not a matter? of time. If you really apperceive the truth, it is simple and quickly grasped.

The conscious presence depends on? the body, and the body is nothing but the sperm and ovum, so where is this "you ?" This body is like an instrument that says, "I Am", like an announcer. Presently you think that you are the body-mind, and whatever concepts you have collected are flowing out. When you begin spirituality, you reject the body-mind with "I am not that." Then you come to the "I Am" only, without words. Then you are everything, you are not confined to the body.

Because of the instrument of the body, that feeling of consciousness is there and I, the Absolute, am not that.

Having stabilized in the consciousness, the next step is to be in a position to observe the consciousness, and all the play that is happening in the consciousness, just to understand. Attachment to the body and to the consciousness is very strong, to get rid of it is very difficult.

The birth principle, the chemical around which the body formation takes place, has no form or design and actually didn’t exist. That non-existing thing suddenly came into existence. What is the validity of its existence ? It is an apparition only, it can’t be the truth. That’s why I dare talk like this. This is a big hoax, a big fraud, created out of nothingness. Can you create something out of nothing ?

Whatever I said is securely planted in that birth principle of yours, you cannot extract it. In due course it will proliferate into knowledge.

I don’t want life, even for a moment, but in that momentary life there are so many lives.

I am not afraid of death. With death the imperfection is removed. Consciousness, the stigma of imperfection is gone. What remains is total perfection.

There is no guarantee that I will meet you tomorrow, but the reality is that there is no separation at all between you and me, because we are one. Do not imagine any separation.


Voir en ligne : CONSCIOUSNESS AND THE ABSOLUTE