Página inicial > Imaginal > Dia

Dia

segunda-feira 28 de março de 2022

    

VIDE: COTIDIANO; AION  ; Dia do Sábado - DIA DO SÁBADO; Noite e Dia - NOITE E DIA; Dia Seguinte - DIA SEGUINTE; Dias do Filho   do Homem   - DIAS DO FILHO DO HOMEM  ; Dias Astros - DIAS E ASTROS


Cristologia Mestre Eckhart  : ES10 - SERMÃO X
Perenialistas René Guénon: Guenon Portas Solsticiais - PORTAS SOLSTICIAIS

No dia, a metade ascendente vai da meia-noite ao meio-dia  , e a metade descendente do meio-dia à meia-noite. A meia-noite corresponde ao inverno e ao norte  , e o meio-dia ao verão e ao sul. A manhã corresponde à primavera e ao leste (aurora   - lado do nascer do Sol), e a noite ao outono e ao oeste (lado do crepúsculo - pôr-do-sol). Assim, as fases do dia, tal como as do mês, mas em escala ainda mais reduzida, reproduzem analogicamente as Estações do Ano - fases do ano. O mesmo acontece em geral com um ciclo   qualquer, que, seja qual for sua extensão  , se divide sempre de forma natural de acordo com a mesma quatro - lei quaternária. Segundo o simbolismo cristão, o nascimento do Avatara ocorre não só no solstício de inverno, mas também à meia-noite, ficando assim em dupla correspondência com a «porta   dos deuses». Por outro lado, de acordo com o simbolismo maçônico, o trabalho   iniciático realiza-se «do meio-dia à meia-noite», o que não é menos exato se considerarmos esse trabalho como um caminhar que se efetua da «porta dos homens» para a «porta dos deuses»; a objeção que se poderia fazer, em razão   do caráter «descendente» desse período, pode ser resolvido pela aplicação do «sentido inverso» da analogia  ...
...pode-se dizer que se a «culminação» do Sol visível   ocorre ao meio-dia, a do «Sol espiritual» deve ser considerada simbolicamente como ocorrendo à meia-noite. E por isso que se diz que os iniciados aos «grandes mistérios» da Antiguidade   «contemplavam o Sol   à meia-noite». Desse ponto de vista, a noite representa não mais a ausência   ou a privação   da luz, mas seu estado   primordial de não-manifestação  , o que corresponde, aliás, estritamente à significação superior das trevas ou da negro - cor negra como símbolo do não-manifestado. E é nesse sentido também que devem ser entendidos certos ensinamentos do sufismo - esoterismo   islâmico, de acordo com os quais «a noite é preferível ao dia». Pode-se notar, além disso, que se o simbolismo «solar» possui uma relação evidente com o dia, o simbolismo «polar» possui, por seu lado, uma certa relação com a noite. É ainda muito significativo, a esse respeito, que o «sol da meia-noite» tenha literalmente, na ordem   dos fenômenos sensíveis, sua representação nas regiões hiperbóreas, isto é, exatamente onde se situa a origem   da tradição   primordial.

Roberto Pla  : Evangelho de Tomé - Logion 113

No que respeita à palavra de “Dia” há que entender que desde um sentido oculto   - ponto de vista oculto não se usa para designar com ela uma determinação de tempo, senão uma gradação, ou trânsito de Luz, entendida esta em sua acepção superior de vida eterna e gnosis   - fonte de conhecimento.

Este sentido vem explicado e autorizado pelo primeiro redator sagrado   do Gênesis, posto que ali disse: “Chamou Deus   à luz dia” (Gn 1,5). Desde então, muitos autores da escritura utilizaram livremente essa sentido oculto - acepção oculta, quer dizer: Dia = Luz, naquelas expressões que requeria o texto, e só respeitaram o significado de duração - duração temporal — quer dizer, um dia humano, terrestre, de 24 horas, ou às vezes divino, de “mil anos”, como uma indefinido - medida indefinida — para as narrações de sentido manifesto - ordem manifesto.

Distinguir se um relato pertence à sentido oculto - vertente oculta ou à sentido manifesto - manifesta, forma parte do hermenêutica - trabalho hermenêutico, às vezes não fácil, que corresponde ao exegese   - exegeta fazê-lo; e não está de todo justificado que em um capítulo tão decididamente oculto — alegoria   - por tema e por voo   alegórico — como é o Mc   13 - capítulo 13 de Marcos, andem ainda agora os teólogos, depois de quase vinte séculos, a voltas com a determinação temporal de uns “dias” que somente podem ter sentido justo desde o conceito de luz - luz-conhecimento.

Por outra parte, os autores da escritura empregam uma técnica   nada complexa para a aplicação do sentido oculto do substantivo “Dia”. De qualquer forma, talvez convém que seu modos   de emprego e suas significações sejam explicados com um certo sistema, ainda que sua exposição seja breve, porque é seguro que não necessita ter muita extensão uma análise técnica, dadas as limitações que nessa ordem nos fixamos no presente   escrito.

A totalidade   das expressões ocultas com sentido oculto empregadas pelos Evangelhos   Canônicos - quatro evangelistas canônicos quanto a palavra Dia, podem ser agrupadas em quatro blocos diferentes: “Sabá - Dia do Sábado”; “De noite ou de dia”; “dia seguinte”; “dias do Filho do Homem”.


GURDJIEFF  : RBN 16 - RELATOS DE BELZEBU A SEU NETO  

Además, estos meses se hallan divididos en treinta partes conocidas con el nombre de «días».

Cada uno de estos «días» coincide con el tiempo empleado por el planeta   para efectuar una «rotación completa» sobre sí mismo  , en conformidad con las referidas leyes cósmicas.

Te diré, de paso, que siempre habrás de tener presente que también le llaman «día» al momento en que la atmósfera de su planeta - tal como sucede generalmente en todos los demás planetas en que, como ya te he dicho antes, se materializa el Ilnosoparno - proceso cósmico   «Ilnosoparniano» - tiene lugar el Trogoautoegocrata - proceso «trogoautoegocrático» que nosotros llamamos «kshtatsavacht»; a este fenómeno cósmico también lo suelen llamar «sol - luz solar».

En cuanto al otro proceso, es decir, el proceso inverso, que nosotros llamamos «Kldatzacht», recibe el nombre de «noite - noche» y con ella relacionan la idea   de «obscuridade - oscuridad».