Página inicial > Arte e Simbolismo > Bakhtiar Paradigma da Personalidade

Bakhtiar Paradigma da Personalidade

segunda-feira 28 de março de 2022

      

Assim como números e geometria   são significantes na Criação baseada no Signo  , "Só o enviamos em medidas conhecidas" (Corão 15,21), eles também formam a base para renovação   do eu na realização   da perfeição da natureza em seu modo de operação dentro do eu.

0 - A Divina Essência   é simbolizada pelo zero no sentido que é acima do conhecido.

1 - O ponto (um) gera o Círculo   da Renovação-de-si da Grande Jihad, simbolizando um, unidade  , princípio e origem   de todos os números. O ponto também simboliza a centralidade do eu na Justiça quando o eu:

2 - O ponto move e gera a linha que então forma o segmento

3 - A divisão   tríplice do círculo divide o eu em três partes básicas que operam e seis diferentes níveis:

4 - O centro do Nível 6 marca   o centro de um triângulo simbolizando justiça, o traço   positivo que se desenvolve quando o eu está equilibrado nos outros três traços. Isto forma, então, um triângulo dentro da tríplice divisão onde a justiça fica ao centro. Este quatro traços positivos simbolizam a psicoética dada ao eu pela natureza em seu modo de operação. O fato de estarem equilibradas é simbolizado pelo (-* ). Centralidade tem lugar quando o traço positivo, simbolizando o movimento   para o centro, de cada um dos três segmento, está em seu respectivo centro.

7 - O movimento de modificação  , crescimento e restauração   da saúde   é indicado pelo número   7 como o símbolo do movimento no universo   e renovação dentro do eu. O eu, como foi mostrado, consiste de três sistemas psicológicos básicos: cognitivo, comportamental e afetivo. O eu psicoeticamente tem quatro traços positivos básicos: Sabedoria, Coragem, Temperança e Justiça. Quando a unidade (1) é dividida por 7, um dízima periódica é obtida que é indicada no símbolo do Grande Jihad pela linha em movimrnto: 1,4,2,8,5,7 e de vota par o 1. Não há 3, 6 ou 9, neste percurso. Os mesmo números são obtidos com 1/7 + 1/7 + ... r assim por diante seis vezes. Os números são os mesmos, mas se apresentam em ordem diferente. Embora não haja 3, 6 ou 9, o movimento da linha passa através dos traços positivos nas extremidades do triângulo localizado no centro, denominado (-* 9), (-* 6) e (-* 3).

9 - Através do processo de nutrição, cada um dos três traços positivos da natureza pode desenvolver um desequilíbrio. Este desequilíbrio é de dois   tipos: um desequilíbrio em quantidade do traço positivo ou na qualidade  . Um desequilíbrio em quantidade desenvolve-se em duas condições e o em qualidade, em termos do traço positivo, desenvolve em uma condição. Eles são:

  • desequilíbrio em quantidade:
    • (+) Superdesenvolvimento ou
    • (-s) Subdesenvolvimento
  • desequilíbrio em qualidade:
    • (o) não desenvolvimento.

Estes se apresentam na circunferência do círculo, cada vez mais distantes do traço positivo no centro Embora os traços negativos que se desenvolvam sejam inumeráveis, os mais crônicos são descritos em psicoética como exemplos. Deve-se notar que todos os três desequilíbrios são traços negativos pois são em excesso   da moderação, fora do Via Reta. o9, o6 e o3 indicam um desequilíbrio em termos de qualidade do traço positivo e, portanto, caem fora do círculo de renovação de si mesmo  .

  • Sistema Cognitivo: traço positivo é sabedoria (-* 9):
    • -8: pré-consciência (saber que não se sabe)
    • +1: superconsciência (saber mas enganando o eu)
    • o9: Inconsciência (não saber e não saber que não se sabe)
  • Sistema Comportamental: traço positivo é Coragem (-* 3):
  • Sistema Afetivo; traço positivo é Temperança (-* 6):

3 6 9 - 3, 6 e 9 são números que não aprecem no movimento de mudança da linha, no entanto desempenham um papel significante na renovação-de-si. Eles simbolizam a privação   de um traço positivo simbolizado pelo (o) quando caem fora do círculo de renovação-de-si assim como o traço positivo ele mesmo (-* ). Eles são números significantes para a unidade porque também produzem dízimas periódicas: 1 dividido por 3 = .333 ou 1/3. 1/3 + 1/3 = 2/3 = .666; .666 + .333 = .999

Quando o terço final é adicionado, o resultado são repetições infintas de noves. Noves recorrentes se torna o símbolo da unidade do eu, que não importa o nível de perfeição que alcance em seu modo de operação, ainda é imperfeito em relação ao Criador. 3, 6 e 9 simbolizam os níveis mais elevados dos traços de equilíbrio e centralidade (-* ) assim como de privação dos traço positivo em termo de qualidade (o). Como traços negativos (o), caem fora do círculo do eu como subdesenvolvimento do traço positivo.

1 2 3 4 5 6 7 8 9 - O círculo completo   (imagem acima) de Renovação de Si Mesmo demonstra os aspectos da natureza/nutrição do eu. O eu é ou centrado nos traços positivos, tendo completado a Fase I da Grande Jihad e pronto para Fase II ou descentrado e fora de sincronia, neste caso necessitando de métodos de restauração do eu saudável.


Visão   Geral Parte 1 O Tradicional Paradigma   da Personalidade
  • Topografia
  • Estrutura  
  • Dinâmica
    Parte II Teoria   do desenvolvimento e do aprendizado
  • Desenvolvimento evolutivo do Eu
  • Teoria do aprendizado
    Parte III
  • Pesquisa e Avaliação
    Parte IV
  • Conclusão