Página inicial > Filosofia da Ciência e da Técnica > Quéau (ES) – Da vida das linguagens à síntese das imagens

Éloge de la simulation

Quéau (ES) – Da vida das linguagens à síntese das imagens

Elogio da Simulação

terça-feira 26 de outubro de 2021, por Cardoso de Castro

      

QUÉAU, Philippe. Éloge de la simulation. Seysse: Champ Vallon, 1986

      

Da vida das linguagens à síntese das imagens

Um dos primeiros livros de Quéau, na coleção   Milieux da Editora Champ Vallon, conceituada pela publicação de várias obras dedicadas ao estudo da técnica moderna e as transformações culturais e sociais decorrentes.

O prefácio do "eclético" François Dagognet, louva o trabalho   de reflexão   "filosófica" de Quéau, em um campo   pouco explorado, qual seja, do que denominou "Imagética", a jovem ciência das imagens, particularmente artificiais e sintéticas, que nos cercam e dominam cada vez mais o campo sensorial do homem  .

Introdução

Das metáforas: lógica   da analogia  

1 Muitos tropos  , trites tropos
2 Cavalos de Troia
3 Ondas
4 Labirintos
5 O dom do dado
6 Topologia e Tropologia
7 O cão de caça
8 "Rizoma"
9 Desfiamentos
10 Geometria do incomunicável
11 Escorregadas
12 Das metáforas aos modelos

Dos modelos: a simulação como sistema simbólico

1 Circulação / Corte
2 Escrever  , reproduzir, abstrair
3 Alfabetos e suportes
4 O "Minimax"
5 Grifos e grafos
6 Ampliação da intelecção
7 Máquinas de pensar
8 A vida dos símbolos
9 O câncer do signo  
10 Invariavelmente, a variação
11 Os algoritmos e as leis
12 O cálculo filosófico
13 A simulação como sonho  
14 Da dinâmica dos sistemas conceituais
15 Um Deus   modelizador
16 No princípio era o Verbo  
17 Etnograficamente, a imagem

Das imagens de síntese: o legível e o visível  

1 Números e luz
2 Um outro olhar sobre o mundo
3 A imagem assistida por computador: uma nova escritura?
4 Funções
5 As imagens e a guerra  , ou vidi vici
6 Criações de síntese