PhiloSophia

PHILO = Apreço + SOPHIA = Compreensão

Version imprimable de cet article Version imprimable

Accueil > Arte e Simbolismo > Século XX > Fernando Pessoa (1888-1935) > Esoterismo > Pessoa : Ciência Oculta

ROSEA CRUZ

Pessoa : Ciência Oculta

Seleção do espólio do autor por Pedro T. Mota

vendredi 1er août 2014

Fragmentos dos escritos do espólio de Fernando Pessoa, organizado por Pedro T. Mota, sobre o tema « ROSEA CRUZ ».

129A.(m)

Da identidade do esotericismo [1] rosa-cruz com a Gnose não pode haver dúvida.

Nos livros dos Rosa-Cruz nós encontramos todas as afirmações que o neoplatonismo cristão continha, tanto as místicas, como as políticas. Os livros representativos do esoterismo rosa-cruz, a par do seu misticismo simbolista, fusão do emanacionismo neoplatônico e da Kabbala judaica, apresentam os mais evidentes sintomas do utopismo politico. O fraternarismo igualitário aparece nas utopias rosicrucianas, assim como uma ânsia de paz as atravessa.

É de um iluminado, Louis Claude de Saint-Martin, que deriva a tritypica do utopismo ativo moderno — a « liberdade, igualdade, fraternidade » dos revolucionários franceses.

A Revolução Francesa (com o seu séquito de calamidades, de que o Cristianismo partilhou) é a vingança da Gnose.

Renasce, sob outra forma, separadamente, o velho cisma cristista entre gnósticos e simples cristãos. Renasce tendo os princípios da gnose, tripartida, passados no que místico para o enxame de sociedades e correntes ocultistas do nosso tempo, e, no que igualitários e essenicamente para a teoria e a malfadada prática da democracia moderna. Assim, renascendo para a superfície da história, renasce moribunda a Gnose, substrato místico do cristianismo ; renasce moribunda, porque renasce dividida.

Por toda a parte, e em todas as suas formas, o cristianismo se divide e se esfacela ; em uma palavra, apodrece.

O neo-gnóstico laico, que é o democratismo moderno, continua a ser o misticismo dos escravos, a aspiração das épocas decadentes onde se perdeu a noção da inter-relação dos egoísmos na vida social e a utopia se erige em diretriz da vida.


Voir en ligne : Fernando Pessoa


[1Grafia antiga de Esoterismo.